ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 23º

Política

Prefeito causa polêmica ao criar secretaria e cargos comissionados durante crise

Vereadores devem votar ainda na noite desta sexta-feira projeto de lei com regime de urgência

Por Gabriel Neris | 03/04/2020 19:08

Prefeito de Bonito criou polêmica com projeto de lei (Foto: Divulgação)
Prefeito de Bonito criou polêmica com projeto de lei (Foto: Divulgação)

O prefeito de Bonito, distantes 257 km de Campo Grande, Odilson Arruda Soares (PSDB) criou polêmica ao encaminhar a Câmara dos Vereadores projeto de lei complementar com pedido de abertura de vagas para comissionados e a criação da Secretaria Municipal de Cultura, atualmente extinta.

Os pedidos foram recebidos com repulsa, visto que os municípios, principalmente os pequenos, se concentram neste momento em ações de sobrevivência diante da pandemia do novo coronavírus.

No documento encaminhado a presidente da Câmara, vereadora, Luísa Aparecida Cavalheiro de Lima (Pros), o chefe do Executivo afirma que o projeto “atende às necessidades atuais do município”.

“A administração acredita que a busca contínua pela melhoria da eficiência do serviço público é um forte princípio em gestão e do qual tem que se valer para construir o melhor para nossa cidade. Como sabido, a administração pública é dinâmica e estrutura organizacional deve ser alterada quando existe a necessidade de imprimir maior agilidade e eficiência na gestão”, pontuou o prefeito.

O vereador Jorge Figueiredo (MDB) reagiu a situação nas redes sociais. “Todas as secretarias estão colocando gente. Tenha responsabilidade. Respeito com a população que paga imposto e está sofrendo. Não era nem para mandar um projeto com essa situação que estamos passando. Pessoas estão perdendo emprego, não sabem se vão pagar aluguel”, esbravejou.

Conforme o regimento da Casa de Leis, a presidente da Câmara convocou os vereadores para debater e votar o projeto de lei com regime de urgência ainda na noite desta sexta-feira (3). O Campo Grande News tentou entrar em contato com o prefeito Odilson, mas o telefone estava desligado.