A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

02/01/2017 11:02

Prefeito quer 'mapa' de secretarias e deve priorizar corte de pessoal

Richelieu de Carlo e Mayara Bueno
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Mayara Bueno)Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Mayara Bueno)

A primeira ação de Marquinhos Trad (PSD) após ser empossado como prefeito de Campo Grande foi se reunir com seus secretários e diretores de fundações e agências, na manhã desta segunda-feira (2). O objetivo do encontro foi passar à sua equipe as informações que foram levantadas até hoje, resolver os impasses e informações desencontradas que aconteceram durante a transição.

As primeiras situações a serem resolvidas, segundo Trad, são questões referentes ao pessoal da nova administração, levantamento dos funcionários que foram e ainda serão exonerados. Com posse dessas informações, cada chefe de pasta poderá tomar as devidas providências na gestão.

“Isso tudo os secretários vão explicar para o seu pessoal e nas suas secretarias. Agora de fato começou administrativamente a nossa gestão”, declarou Marquinhos. “Estamos começando hoje e vamos fazer um levantamento do que tem, porque durante a transição houve informações desencontradas, agora vamos saber o que realmente tem”.

O prefeito elencou que a prioridade inicial da sua gestão será resolver os problemas de infraestrutura e de pessoal. Deu como exemplo a situação dos funcionários terceirizados ligados à Omep (Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar) e Seleta (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária).

Em relação à infraestrutura, Trad disse que vai intensificar os trabalhos de tapa-buraco, ampliando a quantidade de equipes. “Vou ampliar de seis para quinze as equipes tapando buracos nesta semana. Vamos fazer o mais rápido possível para que a gente consiga tapar todos os buracos ou pelo menos a maioria deles”.

Paciência – Por fim, o chefe do Executivo pediu paciência para a população e que este será um ano para colocar as coisas em ordem. “Campo Grande está machucada financeiramente e administrativamente. É um desafio, como disse, não vou ficar reclamando de ex-gestores ou do passado. Só peço paciência para resolver os problemas”, relatou Marquinhos. “Antes de oferecer a refeição, vamos ter de arrumar a mesa, colocar pratos e talheres para depois servir a refeição”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions