A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

27/12/2007 12:17

Presidente da Câmara diz que vai recusar pagamento extra

Redação

O presidente da Câmara de Dourados, Carlinhos Cantor (PR), disse que irá recusar o pagamento pelas quatro sessões extraordinárias que serão realizadas hoje e amanhã. Pelos dois dias de trabalho extra, os vereadores têm direito a um acréscimo nos vencimentos de R$ 6.480,00 cada, pagos pelo Poder Executivo - o mesmo valor que recebem por um mês de trabalho.

Segundo o site douradosinforma, o presidente da Casa foi taxativo ao dizer que não aceitará o dinheiro da prefeitura. "Isso está causando um desgaste muito grande para os vereadores e para a imagem da Câmara", disse.

Os vereadores haviam entrado em recesso na primeira quinzena do mês, mas voltam a trabalhar nestes dois dias atendendo convocação do prefeito Laerte Tetila (PT). A remuneração extra não virá do duodécimo da Câmara. Pela legislação, quando a convocação se dá por iniciativa do Município, cabe ao Executivo encaminhar a verba correspondente ao período extraordinário.

Em pauta estarão pelo menos 12 projetos do Poder Executivo que foram enviados na tarde de ontem para o parlamento. Quase todos os projetos são polêmicos.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions