A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

25/12/2015 12:48

Preso há um mês, Delcídio passa Natal isolado em quartel da Polícia Militar

Michel Faustino
Delcídio está preso há um mês acusado de atrapalhar nas investigações da Operação Lava Jato, da PF. (Foto: Arquivo)Delcídio está preso há um mês acusado de atrapalhar nas investigações da Operação Lava Jato, da PF. (Foto: Arquivo)

O senador Delcídio do Amaral (PT) preso desde o dia 25 de novembro acusado de tentar atrapalhar nas investigações da Operação Lava Jato, permanece no quartel da Polícia Militar em Brasília (DF). Isolado, o senador deve receber visita de seus familiares apenas no período da tarde.

Delcídio entrou com ação para deixar a prisão, porém esta foi negada pela Justiça, que alegou que não houve "mudança no estado dos fatos", que autorizasse a revogação da prisão ou um regime mais brando ao senador de Mato Grosso do Sul.

A decisão também determinou a transferência dele da sede da PF (Policia Federal) para o quartel da PM onde está sendo mantido no alojamento de oficiais. O quarto tem duas beliches e um armário pequeno, tendo um banheiro entre os quartos, além de uma sala média com sofá e mesa de jantar no alojamento, com área próxima ao quintal, que pode ser destinada a banho de sol.

O senador petista foi preso em Brasília, pela Polícia Federal, em decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), sob a acusação de ter tentado atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, ao articular junto a família do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, para que ele não aceitasse o acordo de delação premiada, oferecendo desde recursos mensais, até um possível plano de fuga.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions