A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

07/12/2015 22:26

Primeiro ato contra impeachment é agendado para quinta-feira no aeroporto

Flávio Paes
Reunião atraiu 300 pessoas à sede da Fetems (Foto:Divulgação)Reunião atraiu 300 pessoas à sede da Fetems (Foto:Divulgação)

Reunida hoje na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), a Frente Brasil Popular MS, q marcou para a próxima quinta-feira às 19h30 no Aeroporto Internacional de Campo Grande, a primeira manifestação em favor da preservação do mandato de Dilma e pela cassação do presidente da Câmara. Eduardo Cunha autorizou a deflagração do processo que pode resultar no afastamento da presidente do cargo. Na quinta-feira a noite é quando normalmente desembarcam vindo de Brasília, a bancada federal do Estado.

A reunião desta segunda-feira atraiu aproximadamente 300 pessoas, entre deputados e vereadores do PT, lideranças da ACP, Fetems, CUT, MST, Movimento das Mulheres e LGBT, além dos presidentes do PDT, PC do B e o presidente regional petista, Antonio Carlos Biffi. É um aquecimento para um ato nacional, em defesa do Governo, que em Campo Grande será dia 16 na Praça Ari Coelho.

O superintendente regional do Trabalho, Yves Drosg, indicado pelo deputado Dagoberto Nogueira, disse que o momento é de defender a Constituição e garantir o mandato da presidente, que foi eleita pelo voto direto.

O presidente estadual do PT/MS, Antonio Carlos Biffi, defendeu a unidade da classe trabalhadora. “Não podemos aceitar que um bandido investigado pelos Ministérios Públicos do Brasil e da Suiça, promove o golpe no Brasil. Temos que ocupar as ruas em defesa da demoracia”.  A Frente Popular reúne os movimentos sociais e os partidos de esquerda que são contra o impeachment da presidente Dilma Roussef (PT).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions