A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/12/2010 23:39

Procurador chefe do MPF/MS é promovido a procurador regional

João Humberto
Procuradores Pedro Paulo Grubits, Blal Yassine Dalloul e Ramiro Rockemback, respectivamente, procurador-chefe substituto (indicado), atual procurador-chefe e procurador-chefe (indicado). (Divulgação).Procuradores Pedro Paulo Grubits, Blal Yassine Dalloul e Ramiro Rockemback, respectivamente, procurador-chefe substituto (indicado), atual procurador-chefe e procurador-chefe (indicado). (Divulgação).

O procurador-chefe da PR/MS (Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul), Blal Yassine Dalloul, foi promovido a procurador regional da República da 1ª Região, em Brasília (DF). A promoção, consumada pelo critério antiguidade, foi decidida em sessão do CSMPF (Conselho Superior do Ministério Público Federal) do dia 7.

A atuação do procurador-chefe foi destacada por diversos conselheiros. O subprocurador geral da República, Aurélios Rios, enfatizou que Blal Yassine Dalloul é um dos colegas mais extraordinários que ele já conheceu, tanto do ponto de vista profissional como pessoal.

Ratificando a indicação de Aurélio Rios, os conselheiros Eugênio Aragão, Rodrigo Janot, Sandra Cureau, Deborah Duprat e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, indicaram Blal Dalloul por sua “significativa produção e notável atuação nas diversas áreas e atividades do Ministério Público Federal”.

O procurador faz um balanço positivo de suas gestões à frente da Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul. “Deus abençoou enormemente nossas iniciativas e decisões. Em todo o estado o MPF possui instalações físicas dignas, excelentes condições estruturais de trabalho, e, o mais importante, um quadro de recursos humanos qualificado e excelente. Não por acaso, o MPF em MS é dos mais conceituados em todo o país, como sempre ouvi nas andanças por todo o Brasil”.

O procurador da República Ramiro Rockenbach foi eleito pelos pares e indicado ao

Procurador-Geral da República para assumir a chefia administrativa do MPF em Mato Grosso do Sul. Ele já atuou em Dourados e hoje responde pelo ofício do patrimônio público e social. Também é membro da Coordenação Executiva da Rede de Controle da Gestão Pública no estado.

Pedro Paulo Grubits foi o indicado para ser o procurador-chefe substituto.

Currículo - Blal Yassine Dalloul nasceu em Campo Grande em 1961. Ele começou sua carreira no Ministério Público Federal em 21 de junho de 1985, após ser aprovado para o cargo de técnico administrativo.

Ingressou na carreira de procurador da República em 10 de junho de 1996. Sua primeira

lotação foi no MPF em Presidente Prudente (SP). A partir de março de 1997, passou a atuar na Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul. Lotado inicialmente no ofício criminal, em dois meses foi indicado pelos colegas para o que seria seu primeiro período no cargo de procurador-chefe.

Blal Dalloul foi eleito para exercer a chefia administrativa da Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul por quatro gestões – de 1997 a 2002 e a partir de 2005. Suas gestões foram especialmente marcadas pela instalação das Procuradorias da República nos municípios de Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá, além da aquisição de sedes próprias para as três últimas.

Seu maior feito administrativo foi a aquisição do atual edifício-sede da PR/MS, inicialmente alugado em 2005. Para conseguir os valores necessários, foi preciso atuar junto à bancada federal de Mato Grosso do Sul. Após exaustivas negociações, em maio de 2007 o empenho dos recursos foi autorizado. Em 11 de janeiro de 2008 consumou-se a aquisição do edifício sede da PR/MS, situado em área de 4.000 metros quadrados, na região central de Campo Grande. Os recursos vieram quase que integralmente de emendas parlamentares, com ônus de pequeníssima monta para o MPF (2% do valor da aquisição).

Em Mato grosso do Sul, Blal Dalloul teve atuação em diversos casos criminais de relevância, tendo também atuado, de 1999 a 2002, em um dos ofícios da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, mais precisamente a relativa às pessoas com deficiência, tendo sido agraciado, no ano de 2002, com o IX Prêmio Marçal de Souza de Direitos Humanos, considerada a maior honraria da área no Estado.

Ele foi procurador regional eleitoral nos anos de 2003 e 2004, tendo-lhe sido outorgado, em razão de seu extraordinário desempenho no período, o Diploma do Mérito Eleitoral,

reconhecimento mais significativo da Justiça Eleitoral aos que se destacam no seu ofício. (Com informações da assessoria).

Vencedores
Após 25 anos de atuação no Estado, o procurador Blal Yassine Dalloul deixa o cargo de procurador-chefe do Ministério Público Federal em MS, a partir ...
Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions