A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

25/05/2017 17:26

Procuradores do MPE se reúnem com Reinaldo e dizem confiar no governo

Paulo Nonato de Souza
O governador Reinaldo Azambuja reunido nesta quinta-feira na sede do MPE (Foto: Governo do Estado/Divulgação)O governador Reinaldo Azambuja reunido nesta quinta-feira na sede do MPE (Foto: Governo do Estado/Divulgação)

O procurador-geral de Justiça do MPE (Ministério Público Estadual), Paulo Passos, disse nesta quinta-feira, 25, após encontro com o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), que a instituição confia no Governo do Estado.

Reinaldo esteve na sede do Ministério Público, cumprindo uma série de visitas aos órgãos públicos estaduais, iniciada na última terça-feira, 23, depois das delações premiadas dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, envolvendo seu nome. Antes, ele visitou a Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) e Tribunal de Contas.

No encontro, segundo nota distribuída pelo governo, os procuradores analisaram documentos apresentados pelo governador sobre os termos de acordos firmados com a empresa JBS, e mencionados na delação feita por Wesley Batista, que acusou o governo estadual de cobrar propina em todos os incentivos oferecidos às empresas que se instalam em Mato Grosso do Sul.

A reunião no MPE/MS durou cerca de uma hora. Além da declaração do procurador Paulo Passos, a nota do governo traz depoimentos de outros procuradores.

“Reinaldo se notabilizou nacionalmente como um político que mostrou às claras o que possuía. Ele foi o único que apresentou todo o seu patrimônio, sendo citado como o candidato mais rico”, diz o procurador Humberto de Matos Brittes.

“O que víamos em outros governos era a tentativa de silenciar os promotores”, falou a procuradora Jaceguara Dantas, sobre a disposição de Reinaldo Azambuja no sentido de apresentar documentações e esclarecimentos aos poderes estaduais.

Ainda de acordo com a nota, na reunião com os Procuradores, Reinaldo apresentou a relação dos 1.199 termos de acordo firmados pelas administrações estaduais com diversas empresas e garantiu que os benefícios concedidos à JBS são os mesmos de outros 31 frigoríficos no Estado.

“São documentos públicos que estão à disposição da sociedade”, assegurou. “Vamos fazer todas essas defesas e vou apresentar a documentação para que não paire nenhuma dúvida”, diz o governador.

Encarando crise, Reinaldo recebe apoio contra delatores
Encarando – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), não se escondeu das denúncias dos irmãos Batista, que, como o próprio tucan...
Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions