A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

04/05/2017 10:42

Professores terão 7,64% de reajuste salarial, que será pago em parcelas

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Ermínio).Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Ermínio).

A prefeitura de Campo Grande pagará 7,64% de reajuste para os 10 mil professores municipais de forma parcelada até dezembro. O aumento dos últimos dois anos, que não foi pago, será negociado até outubro, quando categoria e município se reunirão novamente.

Nesta quinta-feira (4), o chefe do Executivo Municipal, Marquinhos Trad (PSD), anunciou o índice, que foi aceito pelos professores, de acordo com o presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Nobre.

Ao todo, são 8 mil docentes na ativa e dois mil aposentados. Até novembro, será acrescido 0,25% nos salários e, em dezembro, 5,89%, chegando aos 7,64%.

Ainda conforme o dirigente, os 24% que restam para chegar ao piso nacional da categoria serão negociados a partir de maio. Uma comissão se reunirá constantemente com a equipe da prefeitura para tratar do assunto.

O percentual de 7,64%, no entanto, será parcelado até dezembro. “Nós estamos pagando o que foi determinado a se pagar pelo piso. Na nossa gestão, estamos em dia com o piso deles. O que está atrasado veio da gestão anterior”, disse Marquinhos.

O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo as regras da Lei 11.738/2008, a chamada Lei do Piso, que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.

Os professores em início de carreira que trabalham 20 horas semanais pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) ganham R$ 1.753,55 e os que trabalham 40 horas ganham R$ 3.507,11, conforme a tabela divulgada pela ACP.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions