A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/02/2011 15:53

Projeto no Senado prevê legalização de cassinos no Pantanal e na Amazônia

Marta Ferreira

Projeto de lei apresentado à Câmara Federal prevê que a legalização de cassinos no Brasil em duas regiões específicas: o Pantanal e a Amazonia. A proposta está aguardando a designação de um relator na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), para ser analisada.

A autorização engloba os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Acre, Amapá, Amazonas, do Maranhão, Pará, de Rondônia, de Roraima e do Tocantins.

Segundo o autor da proposta, senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), o objetivo é dotar essas regiões de mecanismos capazes de promover o desenvolvimento e minimizar as desigualdades sociais.

"O funcionamento dos cassinos é fator de desenvolvimento em qualquer parte do mundo e a autorização de funcionamento na região pretendida reveste-se de maior importância à medida que também é um mecanismo de estímulo ao grande potencial da região, que é ecoturismo", diz o senador.

Ele afirma que o fluxo de turistas terá como ênfase a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, promovendo, por outro lado, geração de empregos.

Tramite Após análise da CCJ, a proposta será examinada pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo e, em seguida, terminativamente pela CAE (Comissão de Assuntos Econômicos).

Na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, tramita outro projeto de lei apresentado por Mozarildo que, segundo a assessoria do parlamentar, é um complemento ao que permite a exploração de cassinos na Região Amazônica e no Pantanal. A proposta (PLS 13/11) dispensa o visto de turistas estrangeiros para as visitas a essas regiões, desde que a viagem seja de até 15 dias.

Na justificativa, Mozarildo explica que o objetivo é incrementar o fluxo turístico nos estados dessas duas regiões.

O projeto está na CRE, com prazo para recebimento de emendas até esta quarta-feira (16). Em seguida, será designado um relator na comissão.

Jogos de azar

Proibição- Os cassinos foram proibidos no Brasil em 1946 pelo presidente Eurico Gaspar Dutra (Decreto-lei 9.215/46), sob o argumento de que os jogos de azar atentavam contra os princípios morais.

A atividade de exploração desses jogos vinha desde o Império, mas foi proibida em 1917. A proibição foi suspensa em 1934, pelo presidente Getúlio Vargas, e restabelecida por Dutra em 1946. Nesse período em que os jogos de azar estiveram liberados, multiplicaram-se os cassinos no país.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Sou Turismóloga. Os parlamentares misturaram tudo, público de cassino não é o mesmo do ecoturismo. São tipos de turismo distintos e independentes. Acho válido liberarem o jogo no Brasil desde que seja nas capitais dos estados citados, para não agredir o meio ambiente com obras no meio do Pantanal e Amazônia. Quanto a Cassino ser para lavagem de dinheiro, isso aconteceu na década de 40 nos EUA. Atualmente os cassinos são empresas rigorosamente monitoradas por auditores privados e do governo. Existem regras muito rígidas para seu funcionamento. Quem tiver interesse leia sobre o assunto no livro: Introdução à Hospitalidade - John R. Walker - Ed Manole (pág 360 - 384). Assim terão conhecimento real do Jogo Entretenimento.
Cassino não é só jogo, tem bar, restaurante, hotel, shows, lojas, que geram divisas para o município, estado.
 
Vera Rolim em 14/03/2011 02:12:52
Quer dizer que vão legalizar o nosso jogo do bicho?
Vão abrir concorrência ou ficará ainda nas mãos daqueles "supostamente" controladores?
 
Orlando Lero em 17/02/2011 09:04:44
O Pantanal deveria ser um parque nacional, isso sim. Nada de estradas, escolas ou presença humana. O Brasil já perdeu muitas riquezas pra perder também o Pantanal.
 
Murilo Delmondes em 17/02/2011 08:39:41
será que isto não vai alavancar o trafico de drogas ?? em nosso Pais, acredito que isto não funciona, isto é mais um meio de acobertar esses Bicheiro famosos da nossa Cidade. com a palavra MPE,MPF,TJ,PF.
 
vitor eduardo cesar Rojas em 17/02/2011 08:07:06
Como este mundo é hipócrita. Os mesmos que são contra os cassinos, tenho certeza, que sempre estão fazendo suas "fezinhas" nas lotéricas, e não muito difícl no "jogo do bicho". Uma é oficial do Governo, e o outro está na mão de barões.
Qualquer tipo de jogo, a " trapaça" é inerente à sua própria característica. Cabe às autoridades a um controle rigoroso, como se faz com as lotéricas da CEF. O jogo está dentro de grande parte dos lares brasileiros. É tudo virtual. Pior , dinheiro nenhum fica por aqui. Quantos sites de poker estão exportando nossas divisas de forma "camuflada" pelos cartões de crédito????
Só burro e hipócrita não vê. A demagogia parece que é cega.
 
Cleber S Vargas Pereira em 17/02/2011 07:46:21
O Pantanal necessita é de estradas e escolas para nele manter seu povo e não cassinos para extorquir viciados. Basta a liquidação do Programa Pantanal pela dona Marina e pelo PT para nos prejudicar.
 
Valfrido m. Chaves em 17/02/2011 04:15:40
Eu acho válido, pois vai gerar empregos, pra muitas pessoas direta e indiretamente , estamos precisando disso sim , pois isso gera divisas , e nao tenho nada a contra , sou totalmente a favor , nao se relaciona Cassino com jogatina ilegal ,se estao tramitando é para melhorar concordo plenamente!
 
Savio Barbosa em 16/02/2011 07:45:58
Autorizar o jogo no Brasil, é criar "lavanderias" do crime organizado. Simplesmente os barões do jogo-do-bicho vão deitar e rolar, já que atualmente são eles quem controlam os cassinos clandestinos espalhados pelo país. Sabemos que num cassino, quem sempre leva a pior é o jogador,já que tudo é programado a favor da casa. Engraçado que NINGUÉM cria um projeto de lei criminalizando o jogo-do-bicho, aí sim eu queria ver do que viveriam os SENHORES DA BICHARADA. Aliás, alguns se disfarçam até de políticos, mas a sociedade sabe da vida criminosa (DIGO, CONTRAVENTORA) que escondem.
 
adalberto rebelo em 16/02/2011 06:21:11
Interessante, os cassinos que por nessecitar de uma estrutura muito grande para funcionar, e que iria gerar muitos empregos, e contribuiría para atração de turistas estrangeiros ao país como acontece No URUGUAI, ESTADOS UNIDOS, PRINCIPADO DE MÔNACO e outros, e com isso grande renda em impostos se administrados rigorosamente pelo estado, são proibidos, e a policia a mando da justiça caça e prende os que teimam em praticar esta atividade por ser ilegal... E O JOGO DO BICHO NÃO É ILEGAL? a pergunta é para os representantes da justiça, QUAL É A DIFERÊNÇA DESTAS DUAS ILEGALIDADES? PORQUE EM UMA SE PRENDE ONDE QUER QUE ESTEJA O PRATICANTE, E NA OUTRA, NÃO SE PRENDE NINGUÉM MESMO SABENDO ONDE ESTÃO TODOS OS PRATICANTES? com a palavra o MPE,MPF,TJ,PF e todas as outras policias deste país.
 
Antonio Mazeica em 16/02/2011 04:56:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions