A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

09/06/2011 07:56

Projeto prevê fim das salas para fumantes em locais fechados em MS

Ítalo Milhomem

Foi aprovado em primeira discussão, o projeto de lei nº 060/11, de autoria da deputada Dione Hashioka (PSDB), que quer revogar o artigo 3º da lei nº 3.576, de 5 de novembro de 2008, que acabaria com a existência de “fumódromos”, que são salas ou recintos destinados exclusivamente aos fumantes. A validade será para todo o Estado de Mato Grosso do Sul.

Também em primeira discussão, foi aprovado o projeto de lei 074/11, do deputado Paulo Duarte (PT), que veda a imposição de limite de tempo para a utilização de créditos ativados de telefones celulares pré-pagos.

Outro projeto apreciado e votado em primeira votação foi o 077/11, do deputado Maurício Picarelli (PMDB), dispõe sobre a reserva de espaço adequado para os portadores de deficiência físico.

Já em segunda discussão, os deputados aprovaram o projeto de lei 033/11, do deputado Diogo Tita (PPS), que assegura às famílias residentes em áreas de risco prioridade nos programas habitacionais do governo do estado. O item já faz parte do critério de seleção da Emha (Empresa Municipal de Habitação de Campo Grande) e da Agehab (Agência Estadual de Habitação).

Os projetos foram apreciados durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul realizada ontem (8).



Não adianta nada... são só projetos, e a prática? e a fiscalização? Desse jeito só fica no papel e no pulmão dos pobres fumantes passivos...
 
THAIS SAMPAIO em 09/06/2011 12:35:37
sr. deputado Diogo Tita (PPS); muito bom o projeto que assegura às famílias residentes em áreas de risco, a prioridade nos programas habitacionais do governo do estado. Só vale um comentário: acredito que morar em regiões como "vila nha-nha" por exemplo, que é cheia de pessoas de má índole e má fé, alem de ser um local rodiado por armas, drogas ilegais, compartilhadas com crianças e adolescentes que traficam, se drogam e se prostituem, deveria tambem ser considerado. Com toda certeza ete bairro, assim como outros da cidade, fazem parte de uma "área de risco". Por que será q ninguem faz um projeto de lei pra acabar com essas empresas (bairros) do crime? Ou, poderiam fazer um cojunto habitacional completamente fora do parametro da civilização da cidade, e deixar que morem e se matem por la mesmo, longe das pessoas descentes que querem ter direito a uma vida digna, honesta, e mais SEGURA.
 
CRISTINA PAULA GASPARETTO em 09/06/2011 09:27:16
Hummmm.....com esses projetos em andamento, da até a sensação de que (parece) que os nobres (DEPUTADOS) estão querendo mostrar serviço....
 
Rosangela Carvalho em 09/06/2011 08:56:00
Sacanagem, o cigarro será proibido até em ambientes destinados e fechados para os fumantes....
 
Felipe Lopes em 09/06/2011 08:08:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions