A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/04/2013 15:31

Projeto propõe que Estado banque tratamento de policiai ferido em serviço

Carlos Martins
Deputado Pedro Kemp: Plano de saúde não oferece cobertura total (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Deputado Pedro Kemp: "Plano de saúde não oferece cobertura total" (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

O deputado Pedro Kemp (PT) apresentou nesta terça-feira na Assembleia Legislativa Projeto de Emenda Constitucional acrescentando parágrafo único ao artigo 41da Constituição Estadual. A emenda estabelece que policiais civis, militares e do Corpo de Bombeiros Militar, vítimas de acidentes no exercício da atividade de confronto, salvamento ou treinamento tenham garantidos pelo Governo do Estado cobertura integral das despesas hospitalares e do tratamento médico necessário para o restabelecimento da saúde do policial.

O deputado argumenta que o plano de saúde dos policiais por meio da Cassems em algumas situações não garante a cobertura integral do tratamento. “Nos casos onde os ferimentos foram mais graves é comum o policial ter sérias seqüelas, como o comprometimento dos movimentos ou a lesão de outros órgãos do corpo. Quando há a necessidade de tratamentos mais complexos, todo o ônus recai exclusivamente sobre seu salário, tendo que arcar com as despesas porque o plano de saúde não oferece cobertura total, como por exemplo, a colocação de próteses”, justifica.

Conforme justificativa, o Artigo 41 da Constituição é o mais apropriado para recepcionar o texto proposto (emenda) como parágrafo único, já que trata dos servidores da segurança pública, sendo neste dispositivo estabelecidas as diretrizes legais para organização da carreira, garantias, deveres e prerrogativas.

De acordo com o deputado Pedro Kemp, além das dificuldades enfrentadas inerentes às carreiras dos profissionais da segurança, chamou a atenção relatos de casos envolvendo policiais civis e militares que, após serem vítimas de armas de fogo nos confrontos diretos ou nos treinamentos, não são amparados pelo Estado no que diz respeito aos gastos decorrentes das despesas do tratamento médico.

Kemp argumento que as despesas decorrentes da garantia dos policiais ao tratamento integral não significará nenhum prejuízo aos cofres públicos, já que, felizmente, o número de casos registrados não é grande. Para o deputado, a aprovação do projeto, que agora irá tramitar pelas comissões da Casa, “seria uma conquista para o trabalhador/servidor público militar, tendo em vista quer toda a categoria sabe das dificuldades financeiras enfrentadas por aqueles colegas policiais vítimas do combate ao crime que ficaram doentes ou que estão em processo de recuperação”.



Parabéns!!!Pedro Kemp, nada mais justo.
Graças a Deus, temos ALGUNS políticos que ainda se preocupam com as PESSOAS.
Pessoal, nas eleições temos que valorizar os políticos(Kemp, Mara Caseiro...) que realmente fazem algo, em prol a população, não os gargantas que prometem e NADA, só pensam no próprio umbigo.
 
Neyde de Oliveira em 01/05/2013 18:33:26
parabens Sr.Deputado Kemp. pela grandiosa solicitação ,Mas deixe bem claro em vosso projeto definindo as categorias beneficiadas ,porque na hora da nescecidade
A cassemes podera Excluir do beneficio porque não consta tal categoria no projeto,
não se esqueça da Pol.Civil , Agentes Penitenciarios, Bombeiros.e Pol. Militar,todos
da Segurança Publica do estado de Mato Groso do Sul .
 
Jorge Tavares em 30/04/2013 16:25:53
Excelentissimo deputado Pedro Kemp, porque não incluir os servidores da AGEPEN nesta Emenda??
Ou a AGPEN não faz poarte da Segurança Pública???
 
Ezequiel Reis em 30/04/2013 16:09:37
Parabens, Deputado Kemp, o pessoal da linha de frente do serviço policial, agradece.
 
edelberto viana em 30/04/2013 16:02:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions