ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 12º

Política

PSB deve caminhar com tucanos para apoiar Riedel ao governo de MS

Deputado Paulo Duarte (PSB) garantiu que sigla decidiu apoiar o PSDB após encontro com correligionários

Por Jhefferson Gamarra e Adriel Mattos | 10/05/2022 10:17
Aliança entre PSB e PSDB foi confirmada pelo deputado estadual Paulo Duarte. (Foto: Marcos Maluf)
Aliança entre PSB e PSDB foi confirmada pelo deputado estadual Paulo Duarte. (Foto: Marcos Maluf)

Após encontro com pré-candidatos realizado pela direção do PSB na noite ontem (9), a sigla confirmou caminhará com o PSDB em prol da pré-candidatura de Eduardo Riedel ao Governo de Mato Grosso do Sul nas eleições deste ano. A declaração foi feita pelo deputado estadual Paulo Duarte (PSB) na manhã desta terça-feira (10).

"Tivemos uma reunião ontem com todos os pré-candidatos, organizada pelo presidente Ricardo Ayache, com os federais e estaduais. Isso ainda vai ser oficializado pela direção do partido, mas consolida a tendência muito clara de o PSB apoiar o Eduardo Riedel", declarou o parlamentar na Assembleia Legislativa.

Em março, o nome do presidente do PSB, Ricardo Ayche chegou a ser anunciado pelo ex-prefeito de Campo Grande e pré-candidato ao governo Marquinhos Trad (PSD), mas a aliança foi imediatamente descartada pela direção do partido.

Segundo Duarte, o partido não impôs nenhuma condição aos tucanos, como a indicação de Ayache como vice, por exemplo. A decisão final de apoio ao PSDB deverá ser anunciada em breve pela sigla. “Não condicionamos absolutamente nada, porque temos o entendimento de que o Riedel é o candidato mais preparado e que realmente significa a novidade desta eleição”, concluiu.

A candidatura ou não de Ricardo Ayache, que também é presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), vem sendo uma incógnita. Em declaração recente, Ayache disse que o assunto estava em discussão e não tinha pressa para tomar a decisão, visto que poderia não concorrer a nenhum cargo nas eleições deste ano.

Nos siga no Google Notícias