A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/09/2013 10:52

PSDB se reúne hoje para decidir sobre expulsão de Leila Machado

Leonardo Rocha
Leila não pediu autorização do partido para assumir a Funesp (Foto: Divulgação)Leila não pediu autorização do partido para assumir a Funesp (Foto: Divulgação)

A direção municipal do PSDB se reúne hoje, às 18h na sede do partido, para apresentar o parecer da comissão de ética em relação à diretora-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Leila Machado, que assumiu a pasta sem a autorização e orientação do partido e por este motivo pode ser expulsa da legenda.

De acordo com Carlos Miranda, vice-presidente do diretório municipal, o relatório será exposto e deve se chegar uma conclusão sobre o caso. “Esta reunião do diretório terá a posição da comissão de ética que pode decretar a saída da secretária”, ressaltou ele.

Miranda ponderou que o processo envolvendo o secretário da Semed (Secretaria Municipal de Educação), José Chadid, que também está na mesma situação que Leila, ainda está atrasado e deve ser discutido mais adiante. “Este vai demorar um pouco para ter uma resolução”, apontou.

Estatuto – O presidente estadual do PSDB, o deputado Márcio Monteiro, afirmou que os dois secretários poderiam ser expulsos do PSDB por terem descumprido o estatuto da legenda que diz que qualquer filiado que for assumir um cargo no executivo precisa informar e consultar o partido, antes de assumir.

“Não houve qualquer contato ou informação a legenda, eles entenderam que o PSDB não merecia atenção, esta atitude deve ser avaliada com todo espaço para ampla defesa”, destacou ele.

Monteiro ponderou que esta decisão será da direção municipal, se houver algum pedido de recurso dos secretários então a executiva estadual irá avaliar. “Temos um estatuto que será cumprido sem nenhum revanchismo”, salientou.

A equipe do Campo Grande News entrou em contato com Leila Machado, que não atendeu, pois estava em reunião interna com o prefeito Alcides Bernal (PP). Até o momento ela não retornou as ligações.



Esse PSDB é uma bagunça, os membros usam o partido pra conseguir emprego, e nem mesmo avisam a direção sobre a tomada de decisão. Depois o Bernal confirma que o partido faz parte do governo. Depois querem ser candidatos ao governo. O melhor seria o Azambuja ir pra outro partido e aceitar a vaga do Senado na chapa Delcidio.
 
Nilson Lemos em 30/09/2013 11:21:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions