A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

19/03/2013 16:35

PT deve priorizar reeleição de Dilma em alianças, diz Pedro kemp

Jessica Benitez

Diante das articulações dos partidos em relação à formação de possíveis alianças para sucessão do governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), o deputado estadual Pedro kemp (PT) afirmou que o Partido dos Trabalhadores deve começar a pensar em apoio somente no ano que vem. No entanto, defende que as alianças devem priorizar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). 

Ele avalia estar muito cedo para discussões, além de ser um assunto que demanda muito cuidado. “Não se fecha aliança um ano antes da eleição. Tudo tem que ocorrer no tempo certo. Nós (PT) temos que conversar muito para que façamos uma aliança vitoriosa”, ponderou. Kemp defende, em primeiro lugar, sintonia entre o PT e a sigla que for apoiá-lo, priorizando, principalmente, a reeleição da presidente da República Dilma Rousseff (PT).

O parlamentar considera, ainda, que a presidente não pode vir a Mato Grosso do Sul para subir em dois palanques. Sendo assim, caso não haja consenso entre o PMDB e o PT, Dilma deve ofertar apoio ao pré-candidato a governador do Estado, senador Delcídio do Amaral (PT). Kemp também descartou a possibilidade de Delcídio desistir de sua candidatura para ceder a cabeça de chapa ao PMDB.

“O André (Puccinelli) saiu desgastado da última eleição municipal. Ele perdeu na OAB e na Assomasul, por isso tem que ficar mais humilde. Seguir o conselho do papa Francisco, ser humilde”, disse. Para finalizar o deputado petista afirmou que as alianças para 2014 não podem ser fisiológicas, pragmáticas, ao contrário, as siglas devem se aliar programaticamente em prol do Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions