A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/06/2012 13:26

PT faz convenção mas deixa candidato a vice para o fim do prazo

Elverson Cardozo
Deputado federal Vander Loubet, candidato à prefeitura de Campo Grande, caminha no meio da multidão. (Foto: Minamar Júnior)Deputado federal Vander Loubet, candidato à prefeitura de Campo Grande, caminha no meio da multidão. (Foto: Minamar Júnior)

O PT realizou convenção do partido na manhã deste domingo (24), mas deixou para anunciar o candidato a vice-prefeito no prazo final, que termina do dia 30 de junho.

Candidato da legenda a prefeito de Campo Grande, o deputado federal Vander Loubet, afirmou que a situação do partido, na última semana das convenções, reflete o que já era esperado. “Em um cenário de quatro, cinco candidatos, sobre pouco para cada partido fazer suas alianças”, disse.

A preferência, segundo Vander, é que o PT faça alianças com o PSB, PSL, PCdoB e o PTB, mas caso isso não aconteça, há opções internas dentro do próprio partido. Os nomes mais cotados até agora são os deputados estaduais Pedro Kemp e Cabo Almi. Mas também há a chance de ser uma mulher, e neste caso, a vereadora Thaís Helena é um nome cogitado.

Kemp esteve na convenção e afirmou que fica feliz em ter o nome citado, mas não é candidato a vice. “Quero ficar mais à disposição do partido para fazer campanhas no interior”.

Além disso, o deputado estadual defende que o vice-prefeito de Campo Grande venha de outros partidos e citou, inclusive, a possibilidade de uma mulher. “Temos bons nomes da área jurídica, da educação, bons nomes que amplia para esses setores”, disse.

Vander Loubet confirma a alternativa. “Pode ser uma mulher ou o deputado Cabo Almi, mas primeiramente queremos disponibilizar vice para os aliados”, afirmou.

Cabo Almi declarou estar à disposição do partido. “Se precisar de mim estou aqui”, disse, acrescentando que tem uma “dívida de gratidão” com Campo Grande.

O senador Delcídio do Amaral disse que o “jogo” está aberto e só termina com a homologação das alianças no dia 30 de julho. “Até lá pode sair de um lado e do outro”, opinou.

O ex-governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT – que este ano é candidato a vereador - afirmou que a escolha do vice-prefeito não depende dele.

Petistas lotaram o plenário da Câmara Municipal hoje pela manhã. (Foto: Minamar Júnior)Petistas lotaram o plenário da Câmara Municipal hoje pela manhã. (Foto: Minamar Júnior)

Convenção - O encontro, realizado na Câmara Municipal, reuniu lideranças políticas e militantes de diversas regiões da cidade. Marcada inicialmente para às 9h, a convenção começou depois das 10h. O plenário da casa de leis ficou lotado.

Cada uma das 367 cadeiras continha uma bandeirola do partido e uma carta aos militantes, assinada por Zeca do PT, em apoio ao pré-candidato a prefeitura de Campo Grande, Vander Loubet.

Saudando os militantes com o tradicional “companheiros e companheiras”, Zeca do PT, no texto, se diz honrado em ajudar o partido “para ver o sonho de Campo Grande crescer”.

O ex-governador propõe um novo modelo de desenvolvimento urbano que seja socialmente justo, ambientalmente saudável e economicamente viável. “É preciso investir forte nos conhecimentos, nas tecnologias e levar a Prefeitura até onde o povo está”, diz trecho da carta.

Elza Amaral é filiada ao partido há mais de 10 anos. Em 2014, pretende se candidatar a deputada estadual. (Foto: Minamar Júnior)Elza Amaral é filiada ao partido há mais de 10 anos. Em 2014, pretende se candidatar a deputada estadual. (Foto: Minamar Júnior)

Vander Loubet disse, em entrevista, que o custo de Campo Grande é o mote da campanha deste ano. “Vamos debater a cidade. Queremos, principalmente, mostrar que nesses 20 anos de revezamento do PMDB alguns gargalhos eles não deram conta de resolver”, afirmou, citando a questão da saúde e o caos do transporte como exemplos.

Mesmo no domingo, a convenção do partido levou filiados de várias décadas à Câmara. Moradora do Parque do Sol, Elza Amaral Domaini, de 67 anos, saiu cedo de casa. Nunca perdeu uma convenção.

Elza Amaral é filiada ao partido há mais de 10 anos e pretende se lançar deputada estadual nas eleições de 2014. “O povo humilde é o que dá voto”, afirmou. “O PT precisa olhar mais a periferia e não o centro da cidade”, completou.



Hoje em dia na opinião da população, eles trabalham mais com beneficio proprio.
 
luiz junior em 25/06/2012 12:17:34
Agora é a vez do PT na Prefeitura de Campo Grande-MS. Sucesso Vander Loubet e Zeca do PT. Boa sorte! Iremos trabalhar para melhorar a qualidade de vida da população que está na base da Pirâmide sócio-econômica desta cidade. Abraço!
 
Régis Marlo Pereira em 25/06/2012 10:16:18
É verdade....taí um candido diferente!!! Mafuci Kadri....este cara é serio...
 
lucio santos em 25/06/2012 01:05:40
Infelismente o PT, lança candidatos que não possuem expressão eleitoral. Para vencer as eleições em campo grande, precisa moralizar a coisa publica e o unico filiado do PT que poderia representar muito bem o partido seria o Dr.Mafuci Kadri.
 
Carlos Gomes em 25/06/2012 01:01:44
PT NUNCA MAIS....
 
Rodrigo Costa em 24/06/2012 08:42:49
Gosto do vander.mas com ésta idéia de negócio de subprefeitura não vira. não sei porque ésta idéia .pois campo grande é uma capital com pouco mais de oitocento mil habitante séra que não da conta ? ou quér se isentar de responsabilidade
 
laudenor ferreira em 24/06/2012 03:11:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions