A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/01/2013 15:09

Publicitário deve comandar cultura; esporte fica com ex-dirigente do Cene

Gabriel Neris
Prefeito de Campo Grande não divulgou todos os nomes que irão compor secretariado (Foto: Luciano Muta)Prefeito de Campo Grande não divulgou todos os nomes que irão compor secretariado (Foto: Luciano Muta)

Faltando nove cargos para serem anunciados pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), dois nomes são cogitados para assumirem a Fundac (Fundação Municipal de Cultura) e Funesp (Fundação Municipal de Esporte).

O primeiro nome especulado para assumir a pasta de cultura é do publicitário Júlio Cabral. Ele esteve envolvido nas eleições sendo o responsável pelo departamento de marketing da campanha de Bernal. Questionado sobre a possibilidade de assumir a pasta, Cabral desconversou.

“Pode ser que sim, pode ser que não. Hoje ou amanhã o prefeito deve divulgar”, resumiu.

O segundo nome, para assumir a Funesp, é de Paulo Telles, que acompanhou de perto a campanha de Bernal a prefeito. O empresário foi figura importante na instalação do Cene em Campo Grande. Os laços com o clube de futebol são estreitos e mesmo não atuando como dirigente, Telles tem trânsito livre dentro do Cene.

A liberdade de trabalhar no clube lhe deu até a oportunidade de ser técnico da equipe profissional, em 2008. No meio esportivo, o nome de Paulo Telles é dado como certo à frente da Funesp.

Antes mesmo de tomar posse, o prefeito da Capital divulgou os nomes dos responsáveis de sete secretarias: Semed (Secretaria Municipal de Educação), Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Semre (Secretaria de Receita), Seplanfic (Secretaria de Planejamento, Finanças e Controle), Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano) e Funsat (Fundação Social do Trabalho).

No primeiro dia útil do ano, Bernal anunciou o nome do secretário de Administração. Na sexta-feira, revelou os nomes dos titulares da SAS (Secretaria de Políticas e Ações Sociais e Cidadania), IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia da Informação), da Emha (Agência Municipal de Habitação) e da Ouvidoria Municipal.

Ainda estão vagos os comandos da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais; chefe de gabinete; Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia e do Agronegócio; Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano; procurador-geral do município; diretor-presidente da Agência Municipal de Prestação de Serviços à Saúde; diretor-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados; diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte; e diretor-presidente do Instituto Municipal de Previdência.

Veja a lista do secretariado

Secretário de Administração - Ricardo Trefzger Ballock

Secretário de Receita - Gustavo Freire

Secretário de Planejamento, Finanças e Controle - Wanderlei Ben Hur da Silva

Secretária de Políticas e Ações Sociais e Cidadania – Thaís Helena

Secretário de Educação - José Chadid

Secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação - Semy Alves Ferraz

Secretário de Saúde Pública - Ivandro Corrêa Fonseca

Diretor-presidente da Agência de Habitação - Amilton Candido de Oliveira

Diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano - Valter Cortez

Diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito - Semy Alves Ferraz

Diretor-presidente da Fundação Social do Trabalho de Campo Grande - Aldo Euripedes Donizete

Diretor-presidente do Instituto Municipal de Tecnologia da Informação - Luiz Alberto de Azevedo

Ouvidoria Municipal – Ulisses Duarte



Estamos a um mês do carnaval e ainda não temos uma pessoa responsável pela cultura em nossa capital. Estamos a um mês do inicio do ano letivo e não temos ninguém, além do secretário nomeado, nas diretorias da Semed. Já acabaram com o futebol em nossa capital, que é uma alegria do povo. Será que tbém irão acabar com o nosso carnaval? Quem lucra com isso são as cidades do interior, principalmente corumbá que é invadida pelos campo-grandenses no periodo carnavalesco.
 
Roberto Ferreira em 07/01/2013 18:00:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions