A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/11/2009 09:24

Puccinelli ainda tenta cooptar cinco nanicos para 2010

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) garantiu nesta manhã que já fechou acordo com pelo menos quatro partidos nanicos, visando às eleições de 2010.

Puccinelli não citou quais, mas deu a entender que são quatro siglas que "não saem de sua cola".

O governador também adiantou que está em negociação com outras cinco legendas.

"Tem quatro que não desgrudam de mim de jeito nenhum. Conversei com 10, falta conversar com cinco e tenho quatro fechados, estou tentando fechar com mais", declarou nesta manhã, durante o seminário "Abrigo: Medida de Proteção ou Exclusão?".

André está evitando citar quais partidos está em negociação, para não atrapalhar as tratativas. Na prática, o governador teme perder território para o ex-governador Zeca do PT, com quem vai disputar a corrida rumo ao Parque dos Poderes no ano que vem.

"No tempo oportuno eu vou falar, tem coisas que eu não posso dizer. Já comecei essas negociações seis meses atrás", limitou-se a dizer.

Alguns partidos pequenos já são dados como certos no arco de alianças que Puccinelli constrói para 2010. Entre eles, estão PSB, PRTB, PTN e PTdoB.

Antes de vencer os prazos para mudança de partido, Puccinelli trabalhou nos bastidores para colocar nestas e em algumas outras legendas, pré-candidatos e aliados, visando a disputa do ano que vem.

Exemplo disso são os deputados Márcio Fernandes, que migrou para o PTdoB e Coronel Ivan de Almeida, que foi para o PRTB. Isso sem contar com Diogo Tita, que se filiou ao PPS e Onevan de Matos e Ary Rigo, que aderiram ao ninho tucano.

DEM, PPS e PSDB são históricos aliados do partido do governador, mas ainda aguardam posicionamento nacional para se definir em Mato Grosso do Sul.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions