A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/11/2012 17:00

Puccinelli defende que presidente da Câmara saia da base de Giroto

Fabiano Arruda e Nadyenka Castro
Puccinelli, no entanto, voltou a afirmar que não vai palpitar sobre a disputa. (Foto: arquivo)Puccinelli, no entanto, voltou a afirmar que não vai "palpitar" sobre a disputa. (Foto: arquivo)

“Qualquer um dos 21 que estiveram do nosso lado”, disse o governador André Puccinelli (PMDB), nesta quarta-feira, enquanto participava de agenda pública no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, ao responder sua preferência para a presidência da Câmara Municipal a partir do ano que vem.

Ele, que fez questão de afirmar que não citaria nomes, fez uma referência ao grupo de vereadores que foram eleitos na coligação do candidato à Prefeitura neste ano, Edson Giroto (PMDB).

Foi a primeira vez que Puccinelli esboçou opinião sobre o assunto. Até agora, ele tem preferido não comentar a disputa e afirmou, diversas vezes, que não vai “dar palpite”.

Além disso, o chefe do Executivo Estadual minimizou o fato de alguns vereadores que se elegeram na base de Giroto migrarem para ser base do prefeito eleito, Alcides Bernal (PP).

Nomes como Grazielle Machado (PR), Paulo Pedra (PDT) e Vanderlei Cabeludo (PMDB), Mário César (PMDB) e Flávio César (PTdoB), por exemplo, integram um grupo formado por 17 parlamentares que se uniram para buscar consenso, indicar o próximo presidente da Casa, além de pregarem um discurso de autonomia do legislativo.

“Existe o partidarismo e existe a união pelo bem da cidade”, analisou. “Cada cabeça é uma sentença”, completou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions