A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

29/12/2014 13:13

Puccinelli diz que seu legado será o equilíbrio financeiro do Estado

Leonardo Rocha
Puccinelli ressaltou que o equilíbrio nas contas é um dos seus principais legados para o Estado (Foto: Rachid Wached - Assessoria)Puccinelli ressaltou que o equilíbrio nas contas é um dos seus principais legados para o Estado (Foto: Rachid Wached - Assessoria)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou hoje (19), em Bataguassu, que seu principal legado para o Estado será o equilíbrio financeiro deixado pelo seu governo para Mato Grosso do Sul, já que conseguiu recuperar as finanças, que estavam em descontrole, quando assumiu a administração, em 2007.

"Estamos deixando o Estado redondo, com rigoroso equilíbrio financeiro, dando oportunidade para que o próximo governador faça muito mais”, disse o governador durante entrevista a Rádio Portal FM, de Bataguassu, durante esta manhã.

André lembrou que o governo está depositando o salário dos servidores públicos do mês de dezembro, ainda deixando todos os recursos disponíveis para as obras que não forem concluídas até o final do seu mandato.

"O próximo governador só vai colocar a mão no bolso em 1º de fevereiro de 2015. Deixo o governo feliz, com o dever cumprido, mas gostaria de ter feito muito mais pelos sul-mato-grossenses", disse o peemedebista.

Puccinelli fez questão de citar os investimentos em diferentes áreas como saúde, educação, infraestrutura, habitação e segurança, que somaram mais de R$ 6,6 bilhões em cinco anos, através do programa MS Forte.

O governador disse que teve uma ação municipalista em sua administração, ouvindo os prefeitos e vereadores, independente do partido de cada um, garantindo obras e atividades aos 79 municípios do Estado. "Levamos a cada região do Estado os investimentos em obras prioritárias, atendendo principalmente a nossa comunidade”.




Seus gastos estão redondos mesmo, afinal de contas, é impossível tanto disparato com o dinheiro público e considerá-lo "quadrado".
Relembramos:
R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) por dia em propaganda;
R$ 150.000.000,00 (cento e setenta milhões) num abrigo para cuidar de peixinhos;
E para a segurança:
R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil) por mês, isso mesmo, por mês... para consertar os carros quebrados durante o patrulhamento na Polícia Militar de todo o Estado;
R$ 106.000.000,00 (cento e seis milhões) para adquirir viaturas para patrulhar a capital.
Acorda Ministério Público!
 
TOYOSHI SATO em 29/12/2014 14:04:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions