A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/08/2008 22:10

Quarto bloco tem confronto entre Teruel e Nelson Trad

Redação

O quarto bloco do primeiro debate entre candidatos à prefeitura de Campo Grande colocou frente a frente Nelson Trad (PMDB) e Pedro Teruel (PT).

Teruel questionou Nelson Trad sobre segurança pública, e citou dados de que a capital teria um roubo a cada 3 horas e uma morte violenta a cada 19 horas. "Como não foi possível resolver o problema está na hora de trocar a administração", disse Teruel.

Nelson Trad replicou com acusações contra a administração do governo Zeca. "Houve um desgoverno na administração estadual anterior e que se refletiu na capital, inclusive pela falta de policiais", disse o candidato.

Em tréplica, Teruel prometeu criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Social e atacou a atual política municipal de fiscalização de trânsito, "amarelinho não vai ser só para multar e punir, mas pra proteger as pessoas", disse o candidato.

Nelson Trad finalizou defendendo o trabalho dos "amarelinhos". "Os agentes não multam porque gostam de fazer isso, multam quando é necessário".

O debate continuou com a participação de Yara Costa (PNN) que perguntou a Pedro Teruel quais seriam suas propostas na área da saúde.

O candidato respondeu que pretende construir três centros de especialidades médicas para normalizar o atendimento. "Precisamos acabar com o problema da 'fila invisível', atualmente um pessoa espera até seis meses para fazer um exame marcado", disse Teruel, que quer aumentar ainda o número de atendimentos do programa "Saúde da Família".

Sem resposta - Em questionamento de Nelson Trad sobre qual seria a linha de atuação em relação a produção agropecuária, a candidata Yara Costa respondeu que não tinha "informações técnicas", e que a questão seria melhor discutida na esfera do governo estadual. "Porém tenho projetos de incentivos fiscais para pequenos produtores em meu plano, para que sua produção possa abastecer a cidade e as regiões mais próximas", disse Yara.

Por fim, o candidato Suel Ferranti (PSTU) perguntou para Henrique Martini (PSOL) como seria sua administração na prefeitura, ao que o canditado respondeu: "faremos uma administração que não priorize somente uma elite de pessoas, e que olhe de verdade para as pessoas que trabalham. Porque não adianta manter um discurso de geração de renda e emprego".

Martini devolveu a gentileza perguntando para Suel o que o canditado achava das PPP (Parceria Público-Privado). "Apesar do nome, as PPP não são um projeto para maioria, mas para grandes empreiteiras", finalizou Suel Ferranti.

A conclusão do debate foi acompanhada por cerca de 50 pessoas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions