A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/11/2014 19:48

Reinaldo se encontra com produtores e sinaliza montagem de secretariado

Ludyney Moura
Reinaldo Azambuja convidou o presidente da Famasul para compor seu governo a partir de 2015 (Foto: Marcos Ermínio)Reinaldo Azambuja convidou o presidente da Famasul para compor seu governo a partir de 2015 (Foto: Marcos Ermínio)

Cumprindo uma extensa agenda de reuniões políticas, o governador eleito do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), participou no início da noite desta quinta-feira (6) de um encontro com presidentes de sindicatos rurais que integram a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), na Capital. E sinalizou montagem de seu primeiro escalão.

Reinaldo aproveitou o encontro para ratificar o convite para que o presidente da Federação, Eduardo Riedel, faça parte de seu futuro governo. Além do governador eleito, a reunião contou com a presença de diversos parlamentares eleitos, como os deputados federais Márcio Monteiro (PSDB) e Tereza Cristina (PSB), além dos estaduais Márcio Fernandes (PTdoB), Zé Teixeira (DEM), Renato Câmara (PMDB) e Beto Pereira (PDT).

“Tínhamos feito convite para o Eduardo Riedel, pois sabemos da importância dele participar do governo, por ser presidente da Federação e tesoureiro da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). É experiente, economista, com noção de gestão e pode compor em qualquer pasta administrativa que serviria bem ao Estado”, disse Reinaldo.

Riedel ainda não confirmou se aceita, porém mostrou disposição em responder positivamente ao convite. “Eu tenho um cargo aqui que é resultado de um entendimento do setor, que elege o presidente desta Casa. Vou avaliar com os companheiros o que fazer com este mandato, que não é meu. Vai depender do conselho da Famasul”, revelou.

O governador eleito ainda debateu com os ruralistas presentes, questões fundiárias e também sobre demarcação de terras indígenas, e acerca da eficiência do Estado.

“Foi mais um debate das questões ligadas ao segmentos produtivo e os problemas que afligem os sindicatos rurais, para ver o que o governo pode fazer para facilitar e dar mais dinâmica ao segmento no Mato Grosso do Sul”, finalizou o tucano.

Além de Riedel, apenas a vice-governadora eleita, Rose Modesto, também do PSDB, já foi oficialmente convidada a integrar o secretariado da futura gestão, ou na pasta da educação ou da assistência social. Azambuja prometeu anunciar o primeiro escalão de sua gestão ainda em 2014.

Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions