A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/11/2015 19:27

Renan defende voto secreto mas transfere decisão para o plenário

Agência Senado

 O plenário do Senado decidirá nesta quinta-feira se a sessão em que será discutida a manutenção da prisão do petista Delcídio Amaral (PT-MS) terá votação secreta  O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu o voto secreto, mas decidiu transferir a decisão aos senadores. Renan citou as alterações constitucionais que discutiram, nos últimos anos, a questão, e alegou que o Regimento Interno da Casa prevê votação secreta.

O Regimento fazia menção a um trecho da Constituição já revogado, mas o peemedebista alegou que a medida ainda está em vigor. "Não há nada de extravagante, absolutamente, nesta interpretação. A emenda constitucional 35, de 2001, rigorosamente não determinou que a votação seja ostensiva. Apenas desconstitucionalizou o procedimento. O artigo do Regimento diz que a votação será secreta e a Constituição não determina votação secreta", anunciou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions