A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/04/2015 21:27

Ruiter admite sair do PT e assumir cadeira na Assembleia Legislativa

Daniel Machado
Em entrevista ao site FolhaMS, o ex-prefeito de Corumbá disse que o PR é o partido com uma das melhores propostas. (Foto: Divulgação)Em entrevista ao site FolhaMS, o ex-prefeito de Corumbá disse que o PR é o partido com uma das melhores propostas. (Foto: Divulgação)

Em entrevista exclusiva ao site Folha MS, o ex-prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha, confirmou que avalia propostas para uma possível saída do Partido dos Trabalhadores (PT) e que um dos caminhos mais cogitados seria o Partido Republicano (PR).

Apesar de não revelar preferência partidária, Cunha, que é primeiro suplente da coligação Mato Grosso do Sul com a Força de Todos (PDT/PT/PSL/PR/PSDC/PROS/PC do B/PTB/PPL/PRP), se mostrou animado com a possibilidade de assumir nos próximos meses uma cadeira na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul.

Isso porque corre nos bastidores possível afastamento da deputada estadual Grazielle Machado (PR) para tratamento de saúde por conta de uma gravidez de risco, informação publicada no início da semana no blog do jornalista Carlos Voges. A articulação teria o apoio do próprio governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que tem encontrado no PR um importante aliado na Assembleia.

 

O ex-prefeito de Corumbá, desta forma, assumiria a vaga da deputada e se tornaria o único representante da região na Assembleia Estadual.

“Realmente tenho algumas propostas para que possa estar mudando de partido e algumas delas, confesso que, se realmente se concretizarem, eu ficaria bastante sensível e motivado para isso diante da possibilidade de conduzir as tratativas junto ao Governo e trabalhar em prol da nossa região”, disse Ruiter, que também confirmou que o PR foi um dos partidos que abriram as portas a ele e com uma das melhores propostas.

Com o nome bem cotado em recentes pesquisas de opinião, a saída do ex-prefeito de Corumbá do PT também fortaleceria sua candidatura para as eleições municipais de 2016, justamente contra seu companheiro de partido, sucessor e atual Chefe do Executivo local, Paulo Duarte (PT), que buscará a reeleição na Cidade Branca.

“Se eu falar que não existe a possibilidade de voltar a disputar a prefeitura de Corumbá seria até demagogo da minha parte, é uma viabilidade, mas se me perguntarem se isso é um projeto meu para a atualidade, eu digo que não. Mas sei que tudo depende das conversas que se terá durante esses próximos períodos junto das coligações, e sei que estando em outro partido é inevitável que meu nome possa ser cogitado, porém, como já afirmei, antes de qualquer decisão vou avaliar o que cada atitude poderá trazer de benefício para os corumbaenses e ladarenses”, argumentou.

Na entrevista, Ruiter disse não haver ressentimentos contra o PT, mas sim com algumas lideranças do partido e que são pequenas as chances de reconciliação. O ex-prefeito fez uma analogia de sua situação política no PT com o futebol.

“Reconciliação pode até ser que possa ter, afinal é política, mas a análise que faço e hoje até comentei isso em um programa de rádio, é que me sinto como um jogador de futebol em um time, que o deixa de lado sem ser escalado, sem treinar e nem como reserva é cogitado, não me vejo mais jogando neste time nem fazendo parte dos projetos políticos das atuais lideranças. Além do mais, caso se efetive uma saída minha do PT, sempre deixei claro que o meu partido é a região, sempre vou procurar estar onde tiver condições de trabalhar pela população de Corumbá e Ladário”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions