A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/10/2009 22:18

Schimidt quer os mandatos de Rigo, Braga e Onevan

Redação

O interventor do PDT nacional após a crise instalada no diretório regional de Mato Grosso do Sul, João Leite Schimidt, quer os mandatos dos deputados estaduais Ary Rigo, Antonio Braga e Onevan de Matos. Segundo ele, os parlamentares foram eleitos quando estavam no partido e agora que pretendem sair, de acordo com a regra de fidelidade, o mandato deve ser do PDT.

A afirmação de Schimidt foi feita hoje à noite na posse do vereador Paulo Pedra a frente da presidência do diretório municipal de Campo Grande. Ele disse que está seguindo orientações da executiva nacional.

Conforme Schimidt, assim que os três deputados saírem do PDT ele entrará na Justiça. "Tenho certeza que eles não serão absolvidos, porque não estavam sendo perseguidos, mas perseguindo".

O deputado federal Dagoberto Nogueira, também presente na posse de Pedra, revelou que vai ser testemunha no processo de infidelidade partidária. Nogueira até relembrou que se o deputado Braga permanecesse no partido, poderia ser o candidato de consenso a deputado federal.

Rigo e Onevan de Matos assinarão ficha de filiação no PSDB amanhã, às 10h. Já o deputado Braga cogita ir para o PMDB ou DEM.

Até o momento, apenas o deputado Coronel Ivan não definiu para qual partido vai: DEM, PPS ou PT do B. Contudo, ele não corre risco de perder o mandato, já que foi eleito pelo PSB e mudou para o PDT neste ano.

Imbróglio - Depois de disputas internas acirradas entre os grupos do deputado federal Dagoberto Nogueira e de Ary Rigo, o ministro Carlos Lupi esteve em Mato Grosso do Sul e interveio no processo de escolha do novo comando regional da legenda.

A convenção estadual, que deveria ocorrer dia 3 de outubro, foi anulada. Os deputados estaduais chegaram a viajar para Brasília, para tentar evitar a intervenção, mas não obtiveram sucesso.

Na prática, a Executiva Nacional avocou as responsabilidades administrativas, políticas e jurídicas do partido no Estado e escolheu João Leite Schimidt como seu representante em Mato Grosso do Sul.

Schimidt tentou conciliar os ânimos, mas não conseguiu, já que os deputados sairão em bloco do PDT e o partido ficará sem bancada na Assembléia Legislativa. (Colaborou o jornalista Denis Ramos).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions