A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

09/12/2017 10:20

Secretário aguarda definição do PSDB para tentar vaga para o Senado

Marcelo Miglioli disse que caso seja escolhido pelo partido, deixa o governo em fevereiro ou março

Leonardo Rocha e Humberto Marques
Secretário Marcelo Miglioli busca uma indicação do PSDB ao Senado (Foto: Marina Pacheco - Arquivo)Secretário Marcelo Miglioli busca uma indicação do PSDB ao Senado (Foto: Marina Pacheco - Arquivo)

O secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, afirmou que já colocou seu nome à disposição do PSDB, para disputar uma das vagas ao Senado, em 2018. "Estou aguardando a resposta, caso o projeto seja aceito, devo deixar o governo entre fevereiro e março", disse ele.

Miglioli explicou que o prazo dado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para que os secretários que fossem disputar eleição, deixassem os cargos até final de dezembro, são para aqueles que vão concorrer na eleição proporcional, ou seja, ao parlamento estadual e federal. A intenção dele é em uma das vagas ao Senado, que já é cargo majoritário.

Se for candidato, Miglioli ponderou que seu "cartão de visitas" aos eleitores, será seu trabalho desenvolvido desde 2015, na Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura). "O que tenho para mostrar é o meu trabalho".

Outro cotado para ser indicado pelo PSDB a uma das vagas ao Senado, é o secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, que também já declarou que seu "futuro político" será definido pelo partido. De acordo com Miglioli, apesar da concorrência, não há disputa interna dentro da legenda.

Mudanças - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou ontem (08), que haverá poucas mudanças em seu secretariado, em função das eleições no ano que vem. "Demos até dezembro para comunicar. Mas não acredito que teremos grandes mudanças, vamos manter a equipe trabalhando pelo Estado, não vou deixar a eleição atrapalhar”.

Já está definida a saída de José Carlos Barbosa, que vai deixar a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), em janeiro, para retornar a Assembleia Legislativa, em busca da reeleição no legislativo. O governo ainda não divulgou o substituto.

Na semana passada, Nelson Tavares deixou a Secretaria Estadual de Saúde, alegando motivos particulares, garantindo que não será candidato em 2018. Para o seu lugar foi escolhido Carlos Coimbra, ex-presidente do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, que já aceitou o convite e vai assumir o cargo na semana que vem.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions