A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/03/2013 13:16

Sem acordo, votação do projeto que cria secretarias fica pra semana que vem

Luciana Brazil
Deputados petistas forçam votação de projeto para depois do feriado. (Foto:Assembleia Legislativa)Deputados petistas forçam votação de projeto para depois do feriado. (Foto:Assembleia Legislativa)

Apesar do pedido de regime de urgência, o projeto de reestruturação administrativa do governador André Pucinelli (PMDB), que cria três novas pastas e autoriza o Executivo a criar secretarias extraordinárias, será votado somente na terça-feira que vem. A votação, que deveria acontecer hoje, caso todas as lideranças acatassem o pedido de urgência, foi barrada na Assembleia Legislativa pela base petista da Casa. Por causa do feriadão da Semana Santa, não haverá sessão amanhã.

Os deputados do PT já sinalizavam, ontem, que o projeto não iria para votação hoje. Na sessão desta quarta-feira, Amarildo Cruz (PT) afirmou que não houve acordo entre lideranças e que o projeto ainda corre o risco de não ser aprovado pelos deputados da oposição ao governador. "Não houve acordo entre as lideranças e a votação ficou para terça-feira. Não vejo motivo para essa sangria desatada, de ter que ser em regime de urgência e nós faremos os questionamentos necessários sobre o projeto.".

O deputado Pedro Kemp (PT) questionou na sessão de ontem a “pressa” em aprovar o projeto de reestruturação e disse que as secretarias deveriam ter sido criadas no início do mandato. “Além disso, não podemos aprovar sem discutir, sem conhecer o projeto. Sou contra cotar o projeto em regime de urgência”.

O líder da bancada petista, o deputado Laerte Tetila, afirmou que os parlamentares irão ponderar todos os aspectos do projeto, mas antes da votação é preciso “conhecê-lo”. “O gestor eleito tem todo o direito de redesenhar a máquina, mas isso geralmente acontece na fase inicial da administração. O governador tem essa prerrogativa. Mas ainda precisamos aprovar o projeto. Definir uma posição agora seria como atirar no escuro”.

Apesar das resistências, o governador tem maioria na Assembleia e não deve enfrentar dificuldades para aprovar o  projeto que propõe a criação das novas pastas (Casa Civil, de Articulação, de Desenvolvimento Regional e dos Municípios e a da Juventude). É necessário maioria simples, ou seja, 50% mais um voto.

As secretarias têm o cunho de pavimentar a candidatura de Nelson Trad (PMDB) e Simone tebet (PMDB) para eleição de 2014. Outro beneficiado com o projeto do governador é o vereador Herculano Borges (PSC) que assume a pasta da Juventude.

 



Senhores jovens é complicado efetuar uma afirmação dessa magnitude, mais temos que reconhecer, só não nos foi dado essa tão sonhada oportunidade de espaço no governo antes, por que não estávamos organizados e coerentes. Hoje a situação é outra, mostramos organização e respeito uns com os outros e com a sociedade. Só da iniciativa do Dr Andre Puccineli dar nos uma secretaria já uma grande prova de respeito a juventude em sua gestão, pois teremos voz e vez, Parabéns Governador por reconhecer nosso movimento jovem, mais por favor de total apoio a nossa secretaria independente de quem for o gestor da juventude. Abraços e obrigado em nome de todos os jovens de MS.
 
ELIAKIM DOS SANTOS OLIVEIRA em 28/03/2013 06:38:37
Olá bom dia, parabéns a bancada oposicionista, por vetarem o projeto de reestruturação do governo de MS, "somente para debaterem e estudarem afundo o projeto de lei que solicita a questão da reformulação", mais em especial ao dep Pedro Kemp, que uma semana antes levantou a bandeira da juventude sendo proponente de uma audiência publica da juventude. E tendo coerência em sua notória conduta politica não deixaria passar "um processo de evolução politica cultural" de nosso MS. Mais por gentileza senhores deputados, a juventude realmente necessita de uma politica seria, eficiente, preventiva e inovadora. Pois só de saber que nossos jovens são alvos de um projeto de lei que legalmente vem nós dar espaço, fico feliz, pois sinal que estamos chamando atenção!!! Parabéns pela iniciativa Governador
 
ELIAKIM DOS SANTOS OLIVEIRA em 28/03/2013 06:30:05
Parabéns deputado Pedro Kemp, essa questão de criar novas pastas e novas secretarias é somente para acomodação política, que sem dúvida vai trazer ônus do dinheiro do contribuinte. A comunidade tem outras necessidades e o governo faz de conta que não enxerga tais necessidades como: mais segurança do cidadão que anda assustado em Campo Grande, a questão da saúde uma precariedade e a educação nem se fala vai de mau a pior. O Governo ainda não se deu conta que o dinheiro é do contribuinte e não de governante para fazer o que dá na teia. Estou torcendo que não seja aprovado esse desperdício dinheiro do contribuinte. Tenho dito...
 
João Alves de souza em 27/03/2013 14:33:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions