ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 21º

Política

Vítima da covid-19, senador Major Olímpio morre aos 58 anos

O militar estava internado desde o dia 3 de março no Hospital São Camilo, em São Paulo

Por Tainá Jara | 18/03/2021 15:40
Senador Major Olímpio (Foto: Divulgação/Senado Federal)
Senador Major Olímpio (Foto: Divulgação/Senado Federal)

Morreu na tarde desta quinta-feira, o senador Sérgio Olímpio Gomes, mais conhecido como Major Olímpio (PSL-SP). O militar estava internado dede o 3 março, no Hospital São Camilo, em São Paulo, após ser diagnosticado com covid-19.

Mensagem foi postada em sua conta no Twitter comunicando o falecimento. “Com muita dor no coração, comunicamos a morte cerebral do grande pai, irmão e amigo, senador Major Olimpio”

De acordo com a mensagem, por lei a família terá que aguardar 12 horas para confirmação do óbito e está verificando quais órgãos serão doados.

O político é o terceiro a ocupar cadeira do Senado Federal a morrer em decorrência da doença, desde o início da pandemia. Em outubro do ano passado, morreu o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ). Em fevereiro deste ano, o senador José Maranhão (MDB-PB) também morreu por complicações pela contaminação pelo coronavírus.

No início do mês, o Olímpio foi diagnosticado com covid-19 um dia depois dos  senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Lasier Martins (Podemos-RS). De acordo com o jornal O Globo, eles participaram de ao menos uma reunião juntos na semana anterior.

Os três se sentaram à mesa com Soraya Thronicke (PSL-MS) e Eduardo Girão (Podemos-CE) para tratar da tentativa de viabilizar a CPI da Lava-Toga. A senadora sul-mato-grossense fez teste e, até semana passada, o resultado foi negativo.

As contaminações ocorreram depois de uma semana de Congresso cheio de parlamentares e visitantes.

Olímpio tinha 58 anos e nasceu na cidade Presidente Venceslau, em São Paulo. Policial militar, tornou-se político ao vencer as eleições para ocupar o cargo de deputado estadual pelo PV, em 2010, sendo que em seu segundo mandato foi líder da bancada do PDT na Assembleia Legislativa de São Paulo. Nas eleições estaduais em 2014, foi eleito deputado federal por São Paulo. Em 2018, elegeu-se senador pelo mesmo estado, com 9 milhões de votos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário