A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

05/11/2014 12:37

Sessão comunitária termina em discussão e confusão entre vereadores

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Sessão comunitária termina em confusão, após discussão acalorada entre Paulo Pedra e Airton Saraiva (Foto: Alcides Neto)Sessão comunitária termina em confusão, após discussão acalorada entre Paulo Pedra e Airton Saraiva (Foto: Alcides Neto)

A sessão comunitária na Vila Carlota foi encerrada, no final da manhã, após discussão dos vereadores Paulo Pedra (PDT) e Airton Saraiva (DEM), que quase trocaram agressões, depois de discursos "inflamados" no evento. Os colegas e alguns guardas municipais tiveram que intervir para que a confusão não terminasse em vias de fato.

O vereador Paulo Pedra (PDT) havia feito um discurso ressaltando que o atual prefeito Gilmar Olarte (PP) não tinha controle das contas públicas. Ele inclusive mencionou que  a prefeitura só iria "sair do buraco" se o Olarte fosse retirado do executivo municipal.

Logo depois, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS) também fez críticas a contratação de comissionados pelo prefeito de Campo Grande. Foi então que Airton Saraiva (DEM) se manifestou citando que o ex-prefeito Alcides Bernal (PP) também tinha contratado 1.300 comissionados, e em seguida mandou um recado a população.

"Quero dizer que tem muito vereador que mente a população, é demagogo, a mentira tem a perna curta", disse o democrata. Neste momento, Paulo Pedra, que já estava indo embora do evento, retornou e questionou o colega para que indicasse o nome do "mentiroso".

Pedra então, com dedo em riste, foi ao encontro do democrata, o chamando de "irresponsável" e "moleque". Alguns guardas municipais e vereadores tiveram que intervir, para que não houvesse agressão física. O pedetista foi acompanhado até o lado de fora do evento para se acalmar, pois ainda estava muito nervoso. Já Saraiva simplesmente rebateu dizendo que não havia citado nomes, durante o discurso.

Após esta confusão, o vereador Carlão (PSB), que estava presidindo a sessão, resolveu encerrar as atividades e ainda solicitou que os vereadores fizessem este embate no plenário da Casa, e não diante da população. "Amanhã (06) tem sessão, é no plenário o lugar certo para debater esta questão".

As pessoas que foram até o local para discutirem os problemas e reivindicações do bairro, ficaram decepcionadas com esta confusão, ao final do evento. "Esta era uma ótima oportunidade, mas alguns deles (vereadores) não sabem se comportar perante o povo", disse a presidente da ONG Fraternidade Amor e Caridade, Maria Evanir Farias, de 58 anos.

Ela esperava que fossem priorizadas as reivindicações sobre sinalização na Avenida Spipe Calarge, assim como a implantação de academia ao ar livre e pavimentação do Bairro Morumbi.

O presidente da Associação de Moradores da Vila Carlota, Térciu Pessoa, 65, também reclamou da discussão dos parlamentares.

"Esta reação no final da sessão não assustou, mas a comunidade não está acostumada com este debate, a presidência da Câmara deveria punir os vereadores, que inclusive foram os últimos a chegar no evento", disse ele.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions