A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

25/04/2017 15:13

STF revoga prisão domiciliar e concede liberdade para José Carlos Bumlai

Paulo Nonato de Souza
Condenado a 9 anos e 10 meses de prisão, o pecuarista José Carlos Bumlai ganhou liberdade nesta terça-feira por decisão do STF (Foto: Arquivo/Divulgação)Condenado a 9 anos e 10 meses de prisão, o pecuarista José Carlos Bumlai ganhou liberdade nesta terça-feira por decisão do STF (Foto: Arquivo/Divulgação)

Por 3 votos a 2, a 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta terça-feira, 25, conceder liberdade ao pecuarista José Carlos Bumlai, preso pela Operação Lava Jato, e estava sob regime domiciliar.

Em setembro de 2016, Bumlai foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e gestão fraudulenta de instituição financeira por ter retirado em nome dele um empréstimo de R$ 12 milhões no Banco Schahin para quitar dívidas do PT (Partido dos Trabalhadores).

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, havia decretado a prisão preventiva de Bumlai, mas o empresário conseguiu o direito à prisão domiciliar após recorrer ao STF.

Cardiopata e diagnosticado com câncer de bexiga, ele recorreu ao tribunal em Brasília sob a alegação que pode responder ao processo em liberdade e, durante esse período, tratar de seus problemas de saúde. Dos cinco integrantes da 2ª Turma do STF, Dias Toffoli, Celso de Mello e Gilmar Mendes consideraram que a prisão domiciliar deveria ser revista.

Bumlai estava em prisão domiciliar por decisão liminar do ministro Teori Zavascki, antigo relator da Lava-Jato, morto em janeiro.

Câmara adia de novo votação da PEC que cria distritão e fundo eleitoral
Após várias tentativas de votação nesta terça-feira (22), a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que altera o sistema político-e...
Câmara aprova parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 22, em plenário, a medida provisória 778/2017, que permite Estados e municípios parcelarem...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions