A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/09/2013 22:38

TCE/MS rejeita contas do ex-prefeito de Batayporã e aplica R$ 45 mil em multas

Vinícius Squinelo

O ex-prefeito de Batayporã, Edson Peres Ibrahim recebeu hoje (25) dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, parecer prévio contrário à aprovação da prestação de contas do Município, referente ao exercício de 2011 (Processo TC 03620/2012) por não atender a alguns preceitos constitucionais, conforme relatório voto do conselheiro José Ancelmo dos Santos, e aprovado na sessão desta quarta-feira, pelo Pleno.

Durante a sessão os conselheiros julgaram irregular outros 10 processos, totalizando R$ 44.979,20 (2.510 Uferms) em multas aplicadas aos respectivos gestores pelas irregularidades. Entre estes, no processo TC 2731/2011, referente ao Balanço Geral de 2010 da Câmara Municipal de Antônio João, além de ser considerado como contas irregulares, o vereador presidente à época, Ronnie Von Dill Dias foi multado no valor correspondente a 750 Uferms, e ainda, poderá responder por improbidade administrativa, conforme relatório voto do conselheiro Ronaldo Chadid encaminhado ao Ministério Público de Contas (MPC/MS) neste sentido.

Sete Quedas - Já o município de Sete Quedas teve quatro prestações de contas rejeitadas segundo relatórios votos do conselheiro Ronaldo Chadid, e aprovados pelo Pleno. No Processo TC 04600/2012 o prefeito Sérgio Roberto Mendes foi multado em 200 Uferms, por violação à norma legal e pela ausência de documentos obrigatórios.

Nos processos TC 17368/2012 do Fundo Municipal de Assistência Social e TC 04660/2012 do Fundo Municipal de Investimentos Sociais a secretária municipal e gestora, Eladyr Ferreira da Costa e Silva foi multada em 600 Uferms no total, além das contas julgadas como irregulares. Também a secretária municipal de Educação, Mirian Sena teve a prestação de contas de gestão de 2011 rejeitas por irregularidades, conforme o processo TC 05150/2012 do Fundeb. Ela recebeu multa de 400 Uferms, por ausência de documentos e violação a norma legal.

Os outros gestores que tiveram suas contas rejeitadas e que foram multados pelos conselheiros durante a sessão desta quarta-feira foram: Claudio Rocha Barcelos, prefeito de Tacuru referente ao Processo TC 05219/2012, devido a irregularidades na prestação de contas de gestão de 2011, multado em 400 Uferms; Dinalva Garcia Lemos de Morais Mourão e Raquel Singh por irregularidades no Fundeb de Coxim referente ao Processo 3311/2011, receberam multa de 50 Uferms, cada e Arceno Athas Junior pelo Fundo Municipal para Infância e Adolescente de Glória de Dourados referente ao Processo TC 6691/2003, multa de 50 Uferms por não atendimento a Corte de Contas.

Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions