A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

09/11/2017 16:19

Temer lança "Avançar" com promessa de finalizar 7.439 obras paralisadas

Paulo Nonato de Souza
Em evento cheio de pompa política no Planalto, o presidente Michel Temer lança o programa Avançar com previsão de investir R$ 130,9 bilhões (Foto: Agência France Press)Em evento cheio de pompa política no Planalto, o presidente Michel Temer lança o programa Avançar com previsão de investir R$ 130,9 bilhões (Foto: Agência France Press)

Avançar. É o nome do programa lançado nesta quinta-feira (9) pelo governo federal com o objetivo de finalizar 7.439 obras paralisadas em todo o país. O investimento previsto é de R$ 130,9 bilhões, e a entrega das obras deve ocorrer até o final de 2018.

O programa prevê a conclusão de obras de saneamento, creches, unidades básicas de saúde, recuperação de pistas de aeroportos e duplicação de rodovias. O Nordeste terá o maior número de obras finalizadas. Serão 3.186, com investimentos de R$ 19 bilhões. Em seguida, vem o Sudeste, com 1.931 obras, totalizando R$ 52,51 bilhões.

Nova versão do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), lançado no Governo Dilma, o Avançar de Temer prevê a construção de 970 km de rodovias, a duplicação de 511 km, e a recuperação e manutenção de 52.200 quilômetros de estradas. A programação prevê investimentos também no setor ferroviário com previsão de construir 898 km da extensão sul da linha Norte-Sul.

O governo anunciou ainda obras em aeroportos de nove capitais e em 27 aeroportos regionais. As intervenções envolvem recuperação de pista e compra de equipamentos.

Há previsão de obras em 11 terminais portuários e em hidrovias. Foram anunciadas a construção de 6 hidrovias, a recuperação e manutenção de 1.086 quilômetros de hidrovias e a sinalização de outros 2.190 quilômetros.

O programa prevê ainda investimentos na construção de linhas de metrô e VLT, obras de saneamento, contenção de encostas, construção de unidades de saúde, creches, quadras esportivas, obras em cidades históricas, de incentivo ao turismo e na área de habitação.

O secretário-geral da Presidência da República, ministro Moreira Franco, destacou que serão concluídas pelo programa obras inacabadas, algumas paralisadas há anos, o que demonstra a retomada do investimento público no país.

“Com o Programa Avançar, vamos retomar os investimentos públicos. Lamentavelmente, para tirar o país do vermelho e fazer todas essas reformas para garantir o equilibro fiscal do país, eles [os investimentos] tiveram que ser contidos. Agora estamos retomando”, afirmou Moreira.

Os recursos virão de três fonte: R$ 42,1 bilhões do Orçamento Geral da União; R$ 29,9 bilhões da Caixa Econômica Federal, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e R$ 58,9 bilhões de empresas estatais do setor de energia, em especial a Petrobras.

Senado aprova mudança no Fies e texto agora vai para sanção de Temer
As novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foram aprovadas hoje (8) pelo Senado e seguem agora para sanção presidencial. Os sena...
Temer destaca urgência da reforma da Previdência e diz estar empenhado
O presidente Michel Temer afirmou hoje (6) que continuará empenhado e trabalhando pela reforma da Previdência, mesmo que a sociedade, a mídia e o Con...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions