A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

17/09/2017 11:00

‘Temos de olhar daqui para frente’, diz Reinaldo sobre investigação e Aquário

Descoberta recente dá conta de suposto uso de conta do empreendimento para pagamento de propina da JBS

Mayara Bueno e Mirian Machado
Reinaldo Azambuja, PSDB, governador do Estado.
(Foto: André Bittar).Reinaldo Azambuja, PSDB, governador do Estado. (Foto: André Bittar).

"Temos de discutir daqui para frente", disse, neste domingo, dia 17, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), sobre investigações relacionadas ao Aquário do Pantanal.

Informação recente da investigação da PF (Polícia Federal), no âmbito da Lama Asfáltica, aponta que uma conta bancária para receber recursos para o empreendimento, teria sido usada para pagamento de propina por parte da JBS.

"Nós temos de discutir daqui para frente, o daqui para trás é responsabilidade do governo anterior e das investigações", disse Reinaldo sobre apurações que acontecem na Lama Asfáltica.

JBS e Aquário - Uma das descobertas mais recentes constam em um um despacho da 3ª Vara Criminal em resposta à um pedido de sócios da H2L Equipamentos e HBR Medical Equipamentos Hospitalares.

Rodolfo Pinheiro Holsback, um dos donos da H2L, pede à Justiça Federal a devolução dos documentos, celulares e demais bens aprendidos durante a fase Máquinas de Lama, em maio de 2017.

Ao rejeitar o pedido, o juiz Fábio Luparelli, cita a existência, "em tese", de extensão de um esquema criminoso "com os mesmos agentes e modos de atuação", no caso entre JBS e Proteco.

Segundo investigação, a conta denominada "CEF/Aquário", que tinha a intenção de efetuar pagamentos das despesas relacionadas à obra do Aquário do Pantanal, "também foi destinatária dos supostos pagamentos de propina pela JBS".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions