A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/06/2014 12:46

Tucano quer acabar com “bolsões de pobreza” e desenvolver MS por igual

Lidiane Kober e Kleber Clajus
Aécio foi recepcionado pelo pré-candidato ao Governo de MS, Reinaldo Azambuja (Foto: Marcos Ermínio)Aécio foi recepcionado pelo pré-candidato ao Governo de MS, Reinaldo Azambuja (Foto: Marcos Ermínio)

Na presença do pré-candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves (MG), o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), pré-candidato à sucessão do governador André Puccinelli (PMDB), prometeu empenho para desenvolver todas as regiões de Mato Grosso do Sul e terminar com os "bolsões de pobreza".

“A intenção é construir um Estado moderno, em que as regiões se desenvolvam por igual, não com bolsões de riqueza e pobreza”, disse. Neste sentido, ele disse usar o “Pensando Mato Grosso do Sul”, que, segundo o tucano, ouviu 200 mil sul-mato-grossenses, “como eixo para avançar”.

A pesquisa será usada para elaborar o plano de governo de Azambuja. “O que mais ouvimos são pedidos de integração, respeito e participação”, adiantou. “E seremos intransigentes com a corrupção, tendo por base a ética, a transparência e a participação”, acrescentou.

O tucano ainda aproveitou para provocar os adversários, afirmando que a polarização política de PMDB e PT atrapalhou o desenvolvimento do Estado. “Há 36 anos, Mato Grosso do Sul era a esperança do Centro-oeste”, comentou. “Mas, não podemos olhar para trás e governador para frente”, emendou.

Sobre o pré-candidato a presidente do PSDB, Azambuza lembrou que Aécio é neto de Tancredo Neves. “Ele vem para fazer o que não foi feito neste anos todos, com sensibilidade de entender os interesses do povo, ninguém faz política do eu, mas pensando no plural”, resumiu.

Ainda no evento tucano, uma grupo de médicos e acadêmicos entregou a Aécio um manifesto em prol da saúde pública no Estado. Em meio à discussão, a mulher do Azambuja, Fátima pediu para as pessoas orarem pela saúde dos candidatos. “Porque competência e boa vontade eles têm”, avaliou.

Além de Aécio e Azambuja, representantes de partidos aliados foram reforçar o ato político e lotaram a Câmara Municipal de Campo Grande, nesta sexta-feira (6).



Minha nossa, agora chegaram os "salvadores da pátria"! Por onde tu estivestes que não aparecestes antes? A verdade é que esse país não tem oposição e esse aí aparece agora para espinafrar tudo. Por qual motivo não apareceu antes? Só aparece agora na hora das eleições? Fica claro que ao final ele vai se unir a alguém e pedirá um carguinho para sí e para sua turma! Chega de Collor´s!
 
Hugo Alves em 06/06/2014 19:43:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions