ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 28º

Política

Vereador mantém cultos em igreja e diz não ter "controle sobre a fé das pessoas"

Mesmo depois de perder assessora e fiel, parlamentar continua com cultos na igreja

Por Gabriela Couto | 18/03/2021 12:31
Vereador e pastor Mauro Ortiz (PSDB) disse que os cultos continuam com regras de biossegurança (Foto Divulgação)
Vereador e pastor Mauro Ortiz (PSDB) disse que os cultos continuam com regras de biossegurança (Foto Divulgação)

O vereador de Ponta Porã, município a 323 km de Campo Grande, que ficou famoso nesta semana por imagens de aglomeração durante culto na igreja que é pastor disse que não consegue controlar a fé das pessoas. O vereador Mauro Ortiz (PSDB) não pegou covid até o momento e vai manter a realização dos encontros com as normas de biossegurança.

“É impossível deter a fé das pessoas e estamos fazendo o máximo para aumentar os horários dos cultos e fazer conforme manda as normas de biossegurança”, justificou.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Rafael Modesto (PSDB), disse que não haverá nenhuma recomendação direta para o parlamentar. “Estamos acompanhando. Mas usaram foto de um culto que teve antes da pandemia. É matéria antiga”, afirmou.

O vereador Rony Lino (PSDB) está com a doença e foi internado no Hospital Regional de Ponta Porã nesta quarta-feira (17). O prédio do Legislativo passou por uma descontaminação na manhã de hoje (18), mas as sessões vão continuar normais.

No último dia 02, a sessão ordinária foi suspensa devido a morte da servidora do gabinete do pastor Mauro Ortiz. Vítima de complicações da covid, Keila Priscila de Souza Galdino, 39 anos, também era fiel da igreja em que o chefe faz pregações.

No laudo médico do óbito deu pneumonia bacteriana não identificada por decorrente de covid. Segundo o irmão da assessora parlamentar, Luiz Antônio de Souza, o primeiro sintoma que Keila apresentou foi no dia 1º de fevereiro. “No dia 5 ela fez o exame e deu positivo. Aí ela foi para o isolamento domiciliar. Só que no dia 10 de fevereiro ela teve um desconforto maior e levamos ela para a unidade de saúde do município. Ela ficou em observação e piorou. No dia 11 ela foi internada na UTI e de lá não saiu mais”, conta.

Keila Priscila tinha obesidade e histórico de cirurgia bariátrica. Ela deixa marido e dois filhos, um de 12 e outro de 14 anos. “Foi triste, porque na segunda-feira o filho dela enterrou a mãe e na sexta foi o aniversário dele de 12 anos. A gente está revezando para cuidar das crianças e amenizar o trauma.”

Assim como o presidente da Câmara, o irmão da assessora parlamentar nega que os vídeos são de agora. “Isso é perseguição política, porque a mesma pessoa que postou essa imagem, apagou poucos minutos depois. O vereador sofre perseguição da imprensa”.

No entanto, o próprio vereador pastor Mauro Ortiz confirmou ao Campo Grande News, que as imagens são de agora. Ele é conhecido na cidade por ser muito bom na pregação.

Fieis lotam Igreja Nova Redenção da Fé, em Ponta Porã, para ouvir vereador ministrar (Foto Divulgação)
Fieis lotam Igreja Nova Redenção da Fé, em Ponta Porã, para ouvir vereador ministrar (Foto Divulgação)

“Ele é muito usado pelo espírito santo, tem muito unção. As pessoas querem o ouvir falar e entendemos que é um momento difícil e a religião é importante. Minha irmã inclusive o conheceu na igreja em 2019 e foi uma das que participou do processo de convencer ele a disputar as eleições. Como ele conseguiu se eleger de primeira, tem muita gente com inveja”, completou o irmão da vítima.

Keila Priscila era a segunda filha de quatro irmãos. Segundo Luiz Antônio desde que a irmã se foi os finais de tarde foram silenciados. “Ela chegava buzinando, abrindo portão, deixando os cachorros fugir. Vinha nos visitar todos os dias para conversar sobre o dia e as crianças dela também ficavam com a gente durante à tarde. Agora ficou um silêncio.”

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário