A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 25 de Abril de 2018

02/08/2013 12:29

Vereador prova que Bernal mentiu sobre pagamento de R$ 17 milhões à empresa

Jéssica Benitez
Relator da comissão mostrou à imprensa extrato armado por Bernal (Foto: Cleber Gellio)Relator da comissão mostrou à imprensa extrato "armado" por Bernal (Foto: Cleber Gellio)

O prefeito de Campo Grande mentiu sobre o pagamento de R$ 17 milhões que afirmou ter feito à empresa CG Solurb, responsável por coleta de resíduos sólidos na Capital, conforme informou o relator da CPI do Calote, vereador Elizeu Dionízio (PSL) na manhã de hoje. O parlamentar teve acesso ao documento que Bernal apresentou a uma emissora de TV e comprovou que o progressista deturpou informações para parecer que havia quitado a dívida.

Na verdade, dos R$ 18 milhões que devia à prestadora de serviço, ele pagou no dia 16 de junho somente R$ 2.524 milhões referente ao restante do pagamento de março. Astuto, o chefe do Executivo debitou o valor um dia depois da oitiva com o diretor da Solurb, Elcio Terra, ocasião na qual ele revelou que juridicamente a empresa já poderia suspender a coleta de lixo por estar a mais de 90 dias sem pagamento.

Bernal apresentou extrato de quitação equivalente a R$ 17 milhões, porém ele utilizou notas que já haviam sido feitos para enganar tanto a CPI do Calote quando a imprensa. O progressista pegou comprovante de pagamento feito ainda no dia 25 de dezembro de 2012, realizado pelo ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), referente à data de 25 a 31 de dezembro no valor de R$ 1.341 milhão.

O chefe do Executivo também usou extrato de janeiro R$ 5.689 milhões, fevereiro R$ 4.900 milhões e o parcial de março R$ 2.546 milhões, pagamentos esses que já haviam sido feitos à empresa e não estão inclusos na dívida ativa da prefeitura com a Solurb que hoje é de R$ 15.476 milhões. “Isso só prova mais uma vez que ele (Bernal) é um mentiroso”, disse Elizeu após comprovar por “A mais B” que o prefeito enganou todo mundo.

Oitiva – No último dia 15 a CPI do Calote ouviu Elcio Terra, representante da Solurb, justamente para inquiri-lo sobre a dívida do Executivo com a empresa. Durante depoimento, ele explicou aos vereadores que desde março a prefeitura não pagava a prestadora de serviço, sendo que o pagamento feito no mês 03 foi feito parcialmente.

Elcio ressaltou que começou a ser "caloteado" em janeiro de 2013 porque o ex-prefeito Nelsinho Trad preveniu possivel dívida em sua gestão e pagou antecipadamente R$ 1.341 milhão pelo serviço prestado entre os dias 25 a 31 de dezembro.

Na ocasião o serviço de coleta de lixo já poderia ser paralisado, pois os 90 dias de prazo para pagamento havia excedido. No outro dia, Bernal quitou o restante da parcela R$ 2.524 milhões para evitar a suspenção do serviço e nada mais. O extrato de R$ 17 milhões não inclui pagamentos de abril a julho, portanto, a dívida permanece.



PAGOU ANTECIPADO EM 2012, SEM PRESTAR O SERVIÇO, PODE???????????????????????
ESSA EU QUERO VER.
 
adrielle pereira em 02/08/2013 13:58:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions