A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/07/2013 07:35

Vereadora propõe entrega de remédios "contínuos" em domicílio a idosos

Leonardo Rocha
Vereadora propõe entrega em domicílio de remédios a idosos e portadores de deficiência (Foto: Divulgação)Vereadora propõe entrega em domicílio de remédios a idosos e portadores de deficiência (Foto: Divulgação)

A vereadora Grazielle Machado (PR) apresentou projeto na Câmara Municipal propondo que a prefeitura entregue em domicílio remédios “contínuos” a idosos, portadores de deficiência e de doenças crônicas.

De acordo com ela, estas pessoas que possuem mobilidade “reduzida” precisam do apoio e assistência do poder público. A entrega na residência das pessoas, também evitaria aglomeração nas unidades de saúde, assim diminuindo a “carga” diária dos servidores da saúde.

O projeto destaca que ficaria a cargo da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) elaborar a lista de medicamentos que são considerados contínuos, ou seja, que precisam ser tomados com frequências em função de doenças crônicas. A secretaria utilizaria como base a Rename (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais).

A proposta ainda sugere que a prefeitura monte uma central de distribuição de remédios, para poder separar, organizar e estruturar esta entrega. Ainda destaca que o município poderia fazer parcerias com o governo estadual e federal, até instituições que possam cooperar e apoiar este programa. Caso seja aprovada, o executivo terá 90 dias para regulamentar esta lei.

Beneficiados – A vereadora destaca que aos grupos que se encaixam nos critérios estabelecidos, eles devem se cadastrar na USF (Unidade de Saúde da Família) caso tenham problemas na locomoção, poderão enviar representantes e procuradores legais. O beneficiado irá preencher um cadastro, levar uma declaração médica e renovar o benefício a cada seis meses.

Aqueles que forem beneficiados poderão ser excluídos caso os médicos decidam que os remédios já não são necessários ou se descubra fraude na obtenção do benefício. O projeto está em trâmite na Câmara e dever ser analisado pelas comissões após o recesso.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Na verdade o ideal seria além de entrega dos remédios fazer-se um controle destas doenças, principalmente os problemas de pressão, coração, diabetes, trabalharia-se na prevenção dando qualidade de vida a esta população, e todos ganhariam, com o desafogamento das unidades de atendimento e hospitalares.
O problema é que nossos governantes não conseguem enxergar nada além dos seus próprios narizes, e este é um investimento de longo prazo, o que não interessa a políticos populistas.
 
Marco Aurélio Alves em 22/07/2013 08:43:13
ótima iniciativa, se faz necessário pois tem vários idosos que não tem condições de sair só para ir buscar os remédios, deveria ter atendimento médico na residencia tambem
 
Angélica Miranda em 22/07/2013 08:20:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions