A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/08/2011 09:09

Vereadores têm verba suspensa por pagar revisão de carro e mídia até em Goiás

Aline dos Santos

Por mês, cada parlamentar dispõe de R$ 3.500 de verba indenizatória

Vereadores de Chapadão foram denunciados pelo MPE. Vereadores de Chapadão foram denunciados pelo MPE.

A justiça determinou a suspensão do pagamento de verba indenizatória a quatro vereadores de Chapadão do Sul. A decisão também contempla dois ex-vereadores.

Contra eles, pesam denúncia de utilizar o dinheiro publico na revisão de carro, autopromoção na mídia, inclusive com pagamento à imprensa de Goiás, abastecimento de veículo e pagamento de conta telefônica sem discriminação das chamadas.

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou os vereadores Flávio Teixeira Sanches (PT), Maiquel de Gasperi, Elso Gilmar Bandeira (PMDB) e Nilzete Pereira Ribeiro (PTN), e os ex-vereadores Eduardo Belotti e José Humberto Freitas. A antecipação de tutela foi concedida pela juíza Luciane Buriasco de Oliveira.

Por mês, cada parlamentar dispõe de R$ 3.500 para ressarcir o valor pago com recurso particular no exercício do cargo, a bem do interesse público.

A denúncia aponta ainda o aumento do gasto no Poder Legislativo. Em 2009, a Câmara devolveu R$ 1,3 milhão para a prefeitura de Chapadão do Sul. Já no ano passado, a devolução caiu para R$ 7 mil.

Conforme o MPE, em um ano a Câmara gastou R$ 408 mil em publicidade, o equivalente 748 salários mínimos. A Casa de Leis tem contrato para divulgação.

Mas os vereadores também destinam recursos da verba indenizatória para publicidade, incluindo sites e jornais das cidades goianas de Serranópolis e Chapadão do Céu.

Conforme a denúncia, Maiquel de Gaspari pagou a revisão do seu carro, um Nissan Sentra, com a verba indenizatória. O serviço custou R$ 669,70.

Já Flávio Teixeira é acusado de usar o dinheiro público para a autopromoção, com a confecção de cartões de Natal, Ano Novo, além de outdoor.

O promotor Marcus Vinicius Tieppo Rodrigues também questiona justificativa de gasto apresentada pela vereadora Nilzete Ribeiro. “Chama a

atenção o fato de que em um destes abastecimentos foram adquiridos quase setenta e um litros de combustível e até onde sabemos, referida vereadora possui um automóvel “GM Corsa”, cujo tanque de combustível é incompatível com este volume”, salienta o promotor.

Entre agosto e dezembro de 2010, Nilzete Ribeiro gastou R$ 11 mil em verba indenizatória, Elso Bandeira (R$ 2.670), José Humberto (R$5.400), Maiquel de Gasperi (R$ 13.306), Flávio Sanches (R$ 12.278) e Eduardo Belotti (R$ 13 mil).

Os vereadores dizem que irão recorrer.

Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


quanto a justica vai obrigar esses corrruptos a devolver o dinheiro do povo e excluir os mesmos do servico publico para sempre
 
nilton sabino em 30/08/2011 08:12:54
MEU DEUS QUE VEGONHA NOSSA CIDADE QUE TEM O MAIOR IDH DO ESTADO ISTO PARA NÓS E UM ORGULHO AGORA VEM ESSA TURMA PARA SUJAR A NOSSA CLASE PULITICA AINDA BEM QUE TOMARAM PROVIDENÇIA LOGO PARABENS MINISTERIO PUBLICO
 
LACY ALVES NUNES em 30/08/2011 02:28:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions