A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/06/2014 16:46

Vice diz que já tem compromisso de Júlio para maioria prevalecer na OAB

Josemil Arruda
Karmouche quer eleição direta para o quinto constitucional na OAB-MS (Foto: Reprodução/ Fato Notório)Karmouche quer eleição direta para o quinto constitucional na OAB-MS (Foto: Reprodução/ Fato Notório)

O novo vice-presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), Mansour Elias Maksoud, acredita que o clima de harmonia prevalecerá na diretoria da entidade e que o presidente, Júlio Cesar Souza Rodrigues, vai respeitar a decisão da maioria. “O presidente falou que vai aceitar a decisão da maioria. Sim, sim, não, não. Vai ser na votação. Quem tiver razão vai levar”, informou Karmouche.

Após a posse dos novos diretores da OAB-MS, aconteceu também nesta manhã a primeira reunião extraordinária do Conselho Seccional, constituído por 32 conselheiros, com ausência de apenas quatro deles. “A reunião foi muito positiva porque demonstrou que o presidente está bem intencionado”, destacou o vice-presidente.

Para Mansour Karmouche, o presidente Júlio Cesar “entendeu bem o recado” das urnas. Karmouche obteve mais votos nesta eleição para vice do que Júlio Cesar para presidente, no final de 2012. O primeiro teve ontem 3.302 votos, enquanto Júlio 2.800. Apesar desses números, Karmouche prefere exaltar o entendimento mútuo. “Está tudo sendo feito de forma respeitosa”, declarou.

Prioridades na OAB-MS – O vice-presidente da OAB-MS considera que o principal agora é restabelecer a governabilidade da entidade. “De imediato, já restabelecemos governança. Na parte administrativa, nosso tesoureiro já manteve contato com o federal. Na reunião do Conselho Seccional, conselheiros já levaram processos éticos e disciplinares”, destacou.

Na próxima sessão do Conselho Seccional, segundo Karmouche, haverá a constituição do Tribunal de Ética e Disciplina (TED). “Estamos reorganizando a parte corporativa”, observou. “Depois vamos restabelecer as relações com outras entidades e faremos também um café da manhã com a imprensa”, acrescentou.

Quanto às prerrogativas dos advogados, Mansour disse que vai defender, entre outras propostas, mudança de horário de funcionamento do Fórum, com destinação exclusiva de pelo menos duas horas de atendimento para os causídicos. Hoje, há atendimento vespertino ao publico em geral. Também prega mudança no Regimento Interno para que haja eleição direita para o quinto constitucional, através do qual a OAB indica lista para desembargador do Tribunal de Justiça do Estado e outras cortes. Atualmente a escolha é do Conselho Seccional.

Outra proposta defendida por Mansour é a implantação de férias dos advogados. “Queremos copiar Minas Gerais, com férias de 7 a 20 de janeiro, fora do período do recesso forense, que vai de 21 de dezembro ao dia 6 de janeiro, totalizando um mês”, explicou ele. A medida, porém, depende de aprovação de projeto de lei na Assembleia Legislativa do Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions