A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

29/10/2014 11:08

Waldir Neves é escolhido presidente do Tribunal de Contas do Estado

Francisco Júnior e Leonardo Rocha
Waldir Neves conversa com Marisa Serrano logo após ser eleito nesta manhã. (Foto: Marcelo Calazans)Waldir Neves conversa com Marisa Serrano logo após ser eleito nesta manhã. (Foto: Marcelo Calazans)

Na manhã desta quarta-feira (29), o conselheiro Waldir Neves foi eleito presidente do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado). Ele vai substituir o conselheiro Cícero de Souza que ocupou o cargo por oito anos e irá se aposentar no próximo dia 2.

A eleição contou com chapa única encabeçada por Neves, eleito por unanimidade. Ele recebeu seis votos. O vice-presidente do Tribunal vai continuar sendo José Ricardo Pereira Cabral, que já ocupa o cargo na gestão de Cícero de Souza. O novo Corregedor-Geral é Iran Coelho das Neves.

Além dos três eleitos e do atual presidente, também votaram nessa eleição os conselheiros Marisa Serrano e Ronaldo Chadid.

Neves vai comandar o Tribunal nos próximos dois anos. Como ele só assume o cargo em janeiro do ano que vem e Cícero de Souza deixa a presidência no próximo mês, o TCE será comandado nesse período pelo conselheiro José Ricardo Pereira. “ Nesses últimos meses do ano não tenho pretensão de apresentar nenhum projeto novo, apenas tocar o dia a dia do tribunal, sua rotina e seu trabalho. O Cícero vai deixar saudade pelas obras e ações realizadas no Tribunal de Contas. Ele foi um ótimo administrador”, afirmou o conselheiro.

O presidente eleito disse que ficou lisonjeado com a escolha. “Foi uma satisfação e vejo essa eleição com muita humildade e responsabilidade. Temos que um Tribunal unido, pois nunca houve disputa entre nós. Foi uma decisão unanime. Depois de muito conversarmos meu nome foi escolhido. Quero agradecer ao atual presidente cicero de souza pelo avanços e a modernidade que ele trouxe para o Tribunal durante a sua gestão”, destacou Neves.

Ele ressaltou que pretende dar seguimento nas ações realizadas pelo atual presidente. “ Vamos dar continuidade e aprimorar o trabalho, em decisões compartilhadas. Espero que exista união de todos os servidores para manter a harmonia do Tribunal. Nós não podemos errar. Temos que ter equilíbrio na hora de decidir. Todos os conselheiros serão tratados com respeito e importância para o órgão continuar forte. Ser presidente não me torna melhor que ninguém, só me trás mais responsabilidade, vou trabalhar de forma democrática”.

Para Neves, Cícero de Souza fez um bom trabalho frente ao Tribunal. “ O presidente Cícero governou durante 8 anos e vai deixar um bom legado. Nós temos que dar sequencia, não apenas no cumprimento formal das leis e sim buscando a qualidade na gestão. Ficaremos felizes quando o dinheiro público for bem gasto, pois não se recupera o dinheiro depois apesar das punições. Vamos fazer um trabalho preventivo e de orientação aos gestores para educá-los e instrui-los e dar mais agilidade para a administração pública”, finalizou.

Para ocupar a vaga de Cícero de Souza, o nome mais cotado é o do atual presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions