A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/01/2008 09:20

Zeca pode disputar prefeitura da Capital

Redação

O ex-governador Zeca do PT pode concorrer a prefeito de Campo Grande neste ano. O presidente do diretório do PT de Mato Grosso do Sul, Amarildo Cruz, mantém conversas com Zeca no sentido de "sensibilizar" o ex-governador a disputar a prefeitura.

"Ele não fechou as portas. Acho que tem espaço, clima para ele ser candidato. Eu tenho tentado convencer ele. Ontem, ele estava no Rio de Janeiro e deve voltar hoje ou amanhã. Vamos continuar a conversar. Ele é o principal nome do partido", disse Cruz.

O dirigente voltou a ressaltar que, no seu entendimento, o PT tem que ter candidatura própria. O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT-MS) tenta viabilizar sua candidatura a prefeito com um representante do PT como candidato a vice. "Eu particularmente sou contrário. Disputamos as eleições de 1996, 2000 e 2004 com candidato próprio. Nada contra a candidatura do Dagoberto, mas temos que priorizar a candidatura própria", afirmou Cruz.

Além de Zeca, o PT tem como possíveis candidatos a prefeito os deputados estaduais Pedro Teruel, Pedro KEmp, e a ex-primeira-dama Gilda Gomes dos Santos.

No dia 13 de dezembro de 2007, o ex-governador havia afirmado que "estava dando um tempo" para a política e que não disputaria nenhum cargo nas eleições deste ano. Mas não quis revelar as intenções da mulher dele.

Desde que deixou o governo, em 31 de dezembro de 2006, Zeca do PT tem se dedicado à iniciativa privada. Ele mantém um escritório em Campo Grande, onde afirma atuar em consultoria a projetos de produção de biocombustíveis em parceria com o ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu.

O ex-governador, que nunca escondeu sua intenção de voltar à cena política como candidato ao Senado em 2010, responde a quatro ações por improbidade administrativa. Ele foi apontado pelo MPE (Ministério Público Estadual) como chefe de um esquema de desvio milionário de verbas destinadas à publicidade em seu governo (1999-2006), mas nega as irregularidades.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions