A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/09/2014 16:45

Carreta é flagrada na Avenida Afonso Pena em horário proibido

Adriano Fernandes
O momento em que a carreta passa pelo cruzamento entre Afonso Pena e Rio Grande do Sul foi um dos flagrados pelo denunciante.(Foto:Repórter News)O momento em que a carreta passa pelo cruzamento entre Afonso Pena e Rio Grande do Sul foi um dos flagrados pelo denunciante.(Foto:Repórter News)

O flagrante de uma carreta trafegando em horário proibido na avenida Afonso Pena, por volta das 14h00 da tarde desta terça-feira, foi registrado e enviado via aplicativo WhatsApp à redação do Campo Grande News.

Por meio de fotos e vídeo, os registros enviados por leitor, que pediu para não ser identificado, mostram a carreta seguindo pelos principais cruzamentos da avenida, como as ruas 13 de Junho e Rio Grande do Sul, em horário onde o tráfego deste tipo de veículo é vetado.

O diretor da área de transportes da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Paulo Kinoshita, informou que a circulação e tráfego de veículos pesados são regulamentadas por decreto, que disciplina a circulação de acordo com tamanho e peso do veículo e em horários onde a circulação dos mesmos não obstruam o trânsito da região central da Capital.

No “polígono” formado pela área central, definida em decreto, veículos pesados de até 18 toneladas como o do flagrante, só podem trafegar das 20h00 às 16h00. Aos finais de semana a circulação é livre.

De acordo com o decreto 11.178, de 20 de abril de 2010, é tida como "área central" o trecho delimitado pelas vias compreendidas pelas Avenida Presidente Ernesto Geisel, entre Avenida Fernando Correia da Costa e Avenida Mato Grosso; Avenida Mato Grosso entre Presidente Ernesto Geisel e a Rua José Antônio; Rua José Antonio entre Avenida Mato Grosso e Rua 7 de setembro; Rua 7 de Setembro entre José Antonio e Padre João Crippa; Padre João Crippa entre rua 7 de Setembro e avenida Fernando Correia da Costa e avenida Fernando Correia da Costa entre rua Padre João Crippa e Presidente Ernesto Geisel.

Caso seja pego em flagrante fora desse trecho estabelecido pelo decreto, a infração é considerada média com perda de 4 pontos na carteira, e multa de R$ 86,00.

Segundo o leitor do Campo Grande News, que enviou o vídeo, ao longo do trecho da Afonso Pena, área central da cidade, por onde circulou a carreta, não tinha nenhum guarda ou fiscal do trânsito trabalhando naquele horário.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions