A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/06/2014 18:36

Soro aplicado em UPA faz criança de 3 anos desmaiar, diz mãe

Zana Zaidan

A estudante Daiany Pereira Braga, 21 anos, saiu da Vila Neuza, na região da saída para Rochedo, em Campo Grande, e foi até a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do bairro Coronel Antonino, em busca de um tratamento para a alergia do filho de três anos. Segundo ela, a criança desmaiou depois de receber soro e “quase morreu. Só foi salva porque tive a luz de arrancar”, conta. A família ainda não teve acesso ao prontuário, acrescenta, mas cobra explicações do médico que realizou o atendimento.

Daiany explica que o filho apresentava uma forte coceira em dos olhos, “e começou a ficar bem inchado, parecia que ele tinha levado uma pancada”, por isso, ela e o esposo o levaram ao pronto-socorro. Por volta das 14h50, ele foi recebido pelo médico.

“O doutor recomendou ao enfermeiro aplicar adrenalina, antialérgico, e corticoide. Assim que colocaram o soro, ele começou a virar o olho, ficar pálido. Fiquei desesperada, comecei a gritar, e ele desmaiou. Mesmo assim não ninguém, então arranquei o soro. Se não fosse isso, ele teria morrido”, acredita.

Bastante nervosa, a criança foi levada para casa pelo pai, enquanto Daiany permaneceu na unidade. “Não saio enquanto não tiver explicações, quero ver o prontuário, se a dose estava em excesso. Isso é muito grave”, finaliza.

Sesau - Procurado pelo Campo Grande News, o chefe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Jamal Salém, se inteirou do caso da criança e afirma que o procedimento adotado foi adequado. "A conduta foi correta, dentro da ética médica. Foi aplicada uma injeção intramuscular, que pode ter baixado a pressão da criança, o que pode acontecer, em pacientes de qualquer idade. Até no melhor hospital do mundo, isso pode acontecer", atesta. 

Salém, que também é médico, reforça que a mãe correu risco ao tirar o soro do filho por conta própria. "É totalmente compreensível que uma mãe se desespere ao ver um filho apresentar qualquer reação adversa, mas, nesta hora, é preciso lembrar que se está dentro de uma unidade de saúde, com profissionais preparados. É uma atitude arriscada, ele não tinha tido alta", pondera. 

Sobre o prontuário, o secretário afirma que trata-se de "segredo médico" e, por isso, não é apresentado aos pacientes. "Se houver alguma outra dúvida da mãe, ela pode fazer ofício na Sesau, e tudo será esclarecido sobre o atendimento prestado", esclarece. 



Dr.Salém,e se fosse o seu filho que estivesse passando pela situação do filho dessa mãe na UPA Coronel Antonino ou em qualquer outra UPA ? O Sr.ia ficar sem tomar uma providencia ??? É muito fácil falar que a mãe errou porque o filho não estava de alta. Para que essa mãe não fizesse a coisa errada como alega o Senhor, porque os entendidos "os profissionais" "os técnicos da saúde" não fizeram caso da angústia dessa mãe e fizesse então a coisa certa.???Eu não estou dizendo que essa mãe fez a coisa certa ou errada. Eu estou focando o descaso de quem devia fazer a coisa certa e não fizeram e depois culpar somente a mãe da criança tenha a santa paciência Dr.Salém isto é muito cômodo para não dizer uma negligência elevada a 5ª potência. Assuma os erros de vocês Dr. Salém . Isso é mais bonito.
 
JOÃO ALVES DE SOUZA em 20/06/2014 21:16:47
Pelo relato da mãe em seu desespero vendo o filho piorar, a mãe começou a gritar e não apareceu ninguém para atender na sua angústia e na complicação da criança piorando.Isso não é um caso isolado de pouco caso na aflição dos pacientes nessas upas. Depois não querem sofrer agressão pelos familiares dos pacientes ao pouco caso no sofrimento das pessoas.Não estou dizendo que agredir os profissionais seja correto, mas quando a aflição é tão grande as pessoas perdem a noção do certo e do errado e querem ver solução imediata O Dr. Jamal Salém como Secretário de Saúde é obvio que vai dar razão para outro colega. E se a criança entrasse em óbito Dr. Salém??? Outra coisa: E a negativa Dr. Salém de negar a mãe ver o prontuário do seu filho? Isso tem que acabar.
 
JOÃO ALVES DE SOUZA em 20/06/2014 20:58:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions