A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/08/2011 08:38

Apesar de reduzir projeção, Conab mantém previsão de safra recorde

Danilo Macedo, ABr

Pesquisa foi feita por técnicos da Conab entre os dias 18 e 22 de julho, com visitas a representantes de cooperativas e sindicatos rurais

A produção de grãos no Brasil na safra 2010/2011, que já se encerrou no mês passado, deve ser consolidada em torno de 161,5 milhões de toneladas. Esse é o resultado do décimo primeiro levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o último antes do fechamento final dos números.

Segundo a estatal, que divulgou os dados hoje (9), apesar de um ajuste para baixo de aproximadamente 500 mil toneladas em relação ao último levantamento, publicado há um mês, o resultado atual continua sendo recorde, superando em 8,2%, ou 12,3 milhões de toneladas, o da safra passada, quando foram colhidas 149,2 milhões de toneladas de grãos.

A área cultivada foi ampliada em 4,7%, ou 2,2 milhões de hectares (ha) na safra 2010/2011, passando de 47,4 milhões de ha para 49,6 milhões de ha. As principais causas do aumento da produção, de acordo com a Conab, continuam sendo a ampliação de área plantada com soja, milho, algodão, feijão e arroz e a boa influência do clima no desenvolvimento das plantas.

A safra de trigo deste ano, que será colhida apenas no final deste semestre, deve perder 3,2% de área, segundo a Conab, o que representa uma redução de 2,1 milhões de hectares. A produção estimada para essas condições é de 5,28 milhões de toneladas. A estatal informa ainda que haverá perda de produtividade por causa de geadas que atingiram parte da lavoura no Paraná, em Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Dos produtos mais consumidos no país, o trigo é o único que o Brasil depende fortemente de importações, com cerca de 50% do suprimento vindo de países vizinhos.

A pesquisa foi feita por técnicos da Conab entre os dias 18 e 22 de julho, com visitas a representantes de cooperativas e sindicatos rurais, de órgãos públicos e privados, nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, e parte da Região Norte.

Às 10h, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, deve conceder entrevista à imprensa para comentar os resultados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions