A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/10/2015 12:02

El Niño traz chuva na medida certa e plantio de soja passa de 60% em municípios

Em outubro de 2014, MS tinha apenas 5,6% da área plantada em função de estiagem

Caroline Maldonado
Chuvas favorecem lavoura de soja na região sul de MS (Foto: Famasul/João Carlos Castro)Chuvas favorecem lavoura de soja na região sul de MS (Foto: Famasul/João Carlos Castro)

Os agricultores, que atrasaram o plantio de soja em função da estiagem durante no passado, agora fazem o contrário e Mato Grosso do Sul já tem 28% da área plantada, de acordo com o Siga (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja de MS).

Em outubro de 2014, o Estado tinha apenas 5,6% da área plantada, o que atrasou todo o ciclo e a produção do milho safrinha. Desta vez, o plantio vai bem, porque além de contar com as chuvas, elas são bem distribuídas, regulares e na quantia certa por conta do El Niño. O fenômeno é causado pelo aquecimento das águas do oceano Pacífico além do normal e pela redução dos ventos alísios na região equatorial. Na costa do Peru, ele chega em dezembro, próximo ao Natal, por isso o nome do fenômeno, que faz referência ao menino Jesus.

A região sul do Estado é a que está mais adiantada, com cultivo de 34% da área total. No norte, 11% estão plantados. Entre os municípios mais adiantados estão Aral Moreira, com 80%, Amambai, com 65% e Laguna Caarapã, que tem 60% da área cultivada.

Além do avanço no cultivo, os produtores comemoram boas condições com relação também a pragas e doenças. O Estado deve produzir 7,2 milhões de toneladas de soja na safra 2015/2016, segundo a Aprosoja. “No geral, as lavouras plantadas estão bem nascidas, com boa evolução e baixo aparecimento de plantas daninhas. Com ajuda do clima e o manejo do agricultor, não teremos problema com pragas e doenças”, explica o presidente da entidade, Christiano Bortolotto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions