A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/09/2012 18:21

No campo, contagem é regressiva para chuva que garanta plantio da soja

Nicholas Vasconcelos

Embrapa de Dourados alerta que é preciso 80 a 90 mm de chuva para plantio de soja. (Foto: Arquivo)Embrapa de Dourados alerta que é preciso 80 a 90 mm de chuva para plantio de soja. (Foto: Arquivo)

O plantio da soja na região Sul do Estado, uma das maiores produtoras, deve seguir o zoneamento agrícola e só começar a partir de 1° outubro por conta da falta da baixa umidade de solo, alerta a Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados.

Assim como o restante de Mato Grosso do Sul, a região enfrenta um período de estiagem prolongada e precisa de 80 a 90 milímetros de chuva para viabilizar o plantio do grão. A última chuva expressiva em Dourados foi registrada no dia 21 junho, quando foram registrados 30 milímetros.

Na semana passada, uma comissão de produtores se reuniu na Embrapa para discutir a possibilidade antecipação do plantio da oleaginosa, mas os pesquisadores alertam que as condições climáticas são fundamentais para permitir a mudança por parte do Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária).

Segundo pesquisador, Danilton Luiz Flumignan, o acompanhamento de dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostra que a região não deve receber chuvas significativas somente a partir do dia 21 de setembro, o que é esperado pelos registros da Embrapa.

“Com base nos 33 anos de dados da Embrapa, a gente observa que é bastante freqüente esta estiagem e que a partir do dia 1° as chuvas se tornar mais regulares”, afirmou.

Danilton destacou ainda que uma possível liberação do plantio antes de outubro deveria ser considerada ano a ano, já que mesmo com um inverno seco, o índice de chuva costuma variar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions