A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/06/2009 08:20

Pecuaristas discutem compra de boi paraguaio com André

Redação

O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia, e outros diretores da entidade estarão às 11h30 desta terça-feira com o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, para discutir o anúncio de criação de corredor para importar gado paraguaio.

A estratégia do governo teria como finalidade manter abates nos frigoríficos da região de fronteira.

Já o setor pecuário alerta para duas questões: risco sanitário e concorrência desleal, considerando a diferença tributária entre dois países. Chico Maia diz que é preciso ficar claro "sobre a que tipo de taxações esse gado será submetido, ou até mesmo se esse corredor permitiria, por exemplo, se rebanhos destinados a corte vindo do Paraguai poderia passar por Mato Grosso do Sul em direção a outros estados".

A consulta sobre a possibilidade de "importação legalizada" de gado em pé da Província do Alto Paraguai para abate no Estado foi feita ao Ministério da Agricultura e também à Organização Mundial de Saúde Animal.

Segundo a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, foi autorizado, extra-oficialmente, a criação do corredor. "Foi autorizada a entrada de 10 mil animais [somente 10 mil] para abate no frigorífico Marfrig, em Porto Murtinho, pois a implantação do corredor sanitário seria em caráter experimental", informa.

A possibilidade ainda precisa ser oficializada, pois "para a importação acontecer de fato deve haver um consenso entre os governos Federal, do Paraguai e do Estado, sendo que o governo paraguaio ainda nem foi comunicado oficialmente".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions