A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

26/12/2016 08:02

Família suspeita que buraco causou acidente com morte na Gury Marques

Viviane Oliveira e Marcus Moura
A motocicleta ficou dentro do buraco, segundo a irmã da vítima (Foto: Fernando Antunes)A motocicleta ficou dentro do buraco, segundo a irmã da vítima (Foto: Fernando Antunes)
Corpo de Vagner foi parar no canteiro central (Foto: Fernando Antunes)Corpo de Vagner foi parar no canteiro central (Foto: Fernando Antunes)

A família do pedreiro Vagner Fernandes Gonçalves, 30 anos, morto após cair da motocicleta que conduzia, na madrugada de ontem (25), suspeita que o acidente pode ter sido causado por um buraco na Avenida Gury Marques, em frente a Copacol, na Vila Albuquerque, em Campo Grande.

Durante o velório nesta manhã, a gerente financeira Vânia Fernandes, 31 anos, irmã da vítima, contou que após o acidente, a motocicleta parou dentro do buraco e o corpo do rapaz foi projetado para o canteiro central. “Segundo a Polícia Civil, há forte indício de que o buraco tenha causado o acidente. Porém ainda não tem como afirmar, enquanto não sair o relatório da perícia”, diz.

Ela conta que a notícia trágica deixou todo mundo abalado, principalmente a mãe de 53 anos que passou mal e foi parar no hospital. Minha mãe ficou muito emocionada, teve que ser sedada e foi para casa descansar”, lamenta.

Vagner não tinha filhos e trabalhava como pedreiro junto com o pai Floriano Gonçalves, 50 anos. “Ele tinha acabado de sair da ceia de Natal em casa, no Bairro Pioneiros, e seguia para o Noroeste, quando ocorreu o acidente”, conta Vânia.

Ainda segundo a irmã, a família pretende ir atrás de imagens de câmeras de segurança na região para saber o que realmente aconteceu naquela madrugada. “A gente precisa saber, se a queda foi causada pelo buraco ou se alguém fechou ele. Não teve testemunhas, ninguém viu o acidente”.

Queda - Conforme boletim de ocorrência, o rapaz seguia em uma motocicleta Honda Twister, de cor preta, quando ocorreu o acidente. Segundo a família, o capacete que o rapaz usava, comprado há três dias, saiu da cabeça de Vagner no momento da queda.

“A médica legista disse que a pancada foi tão forte que mesmo se o capacete não tivesse saído, ele não teria sobrevivido”, relata a irmã. O corpo de Vagner deve ser sepultado ainda nesta manhã no Cemitério São Sebastião.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions