A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

15/10/2017 10:25

Em semana de feriadão, carro flagrado a 184 Km/h é um dos absurdos em BRs

Osvaldo Júnior
Agente da PRF com radar móvel durante fiscalização neste feriado prolongado (Foto: Divulgação/PRF)Agente da PRF com radar móvel durante fiscalização neste feriado prolongado (Foto: Divulgação/PRF)

Durante fiscalização no feriado prolongado, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) flagrou um veículo de passeio a 184 km/h na BR-163 nas proximidades de São Gabriel do Oeste. O carro trafegava quase duas vezes acima do limite máximo da rodovia, que é de 100 Km/h.

Radar marca 184 km/h; esta foi a velocidade de uma veículo de passeio de cor branca, que trafegava na rodovia BR-16.3 (Foto: Divulgação/PRF)Radar marca 184 km/h; esta foi a velocidade de uma veículo de passeio de cor branca, que trafegava na rodovia BR-16.3 (Foto: Divulgação/PRF)

O flagrante foi registrado por radar móvel da PRF às 14h42 do dia 10 (terça-feira) e faz parte do balanço do feriadão, que será divulgado nesta segunda-feira (16) pela corporação.

A imagem, como de praxe, foi enviada à Brasília para a realização do processo de autuação. A assessoria de imprensa informou que não tem detalhes sobre o veículo. Pela imagem, é possível notar que se trata de um carro de passeio branco.

Outro flagrante foi a de veículo, também de passeio, de cor preta, que trafegava a 168 Km/h. O registro foi feito às 14h42 do dia 11.

Entre as piores – O risco de dirigir em alta velocidade é agravado, em Mato Grosso do Sul, pelas condições das estradas. De acordo com o ICM (Índice de Condição da Manutenção ), divulgado recentemente pela equipe técnica do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), o estado consta entre os piores em conservação de rodovias federais.

As situações mais preocupantes foram verificadas no Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Conforme o levantamento, em Mato Grosso do Sul, 53% das rodovias federais estão em bom estado de conservação, 21% classificadas como regulares, 13% enquadradas como ruins e 12% consideradas em péssima condição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions