ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 14º

Lugares por Onde Ando

Entenda a taxa para a entrada de brasileiros na Europa

Por Paulo Nonato de Souza | 16/05/2022 08:12
O Etias não é exatamente um visto, mas será preciso ter um para circular livremente por países da Europa – Foto: Reprodução
O Etias não é exatamente um visto, mas será preciso ter um para circular livremente por países da Europa – Foto: Reprodução

A partir de maio de 2023 os brasileiros com mais de 18 anos de idade terão que pagar uma taxa de € 7 (cerca de R$ 37) pela permissão de entrada em 26 países europeus que fazem parte do tratado de Schengen. É quando entrará em vigor o ETIAS, sigla em inglês para Sistema Europeu de Informação de Viagem e Autorização. Na lista estão alguns dos destinos mais procurados, como França, Itália, Portugal, Suíça e Alemanha.

O Etias não é um visto, mas vai funcionar como autorização para a entrada e circulação livremente nos países do Espaço Schengen. De acordo com a Comissão Europeia, o documento, tem o objetivo de combater a imigração ilegal e aumentar a segurança dentro do bloco europeu. A vantagem para o viajante é que a permissão prévia deverá diminuir as filas e o tempo de passagem pela imigração.

Se você tem planos de viajar para Europa nas férias do próximo ano e se recusa a pagar a taxa do ETIAS, cinco países não assinaram o tratado de Schengen: Reino Unido, Irlanda,  Croácia, Bulgária e Chipre. E mais: alguns destinos turísticos estão dentro do Espaço Schengen, mas não aderiram ao tratado: Groenlândia e Ilhas Feroé, que pertencem à Dinamarca; Guernsey, Ilha de Man e Jersey, território ultramarino pertencente ao Reino Unido; Helgoland, na Alemanha, Monte Athos, na Grécia e Svalbard, na Noruega.

Para solicitar o documento será preciso preencher um formulário online com os dados pessoais e responder a um questionário que estará disponível no próprio no site do ETIAS. Para requerer bastará atender os seguintes critérios: Passaporte válido, endereço de e-mail e possuir um cartão de débito ou crédito para o pagamento da taxa. Veja abaixo a lista completa dos 25 países que passarão a exigir o documento em 2023:

  1. Áustria;
  2. Bélgica;
  3. Dinamarca;
  4. Eslováquia;
  5. Eslovênia;
  6. Espanha;
  7. Estônia;
  8. Finlândia;
  9. França;
  10. Grécia;
  11. Hungria;
  12. Islândia;
  13. Itália;
  14. Letônia;
  15. Liechtenstein;
  16. Lituânia;
  17. Luxemburgo;
  18. Malta;
  19. Noruega;
  20. Países Baixos;
  21. Polônia;
  22. Portugal;
  23. República Checa;
  24. Suécia;
  25. Suíça.
Nos siga no Google Notícias