A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019


26/10/2019 07:08

Férias de fim de ano chegando. Veja como montar seu pacote

Com voo e hotel incluídos, os pacotes de viagens seguem firmes entre as mais recomendadas modalidades de turismo pelo mundo

Paulo Nonato de Souza
Encontro seu destino e monte seu pacote para uma viagem econômica com passagem e hospedagem incluídos (Foto: Reprodução)Encontro seu destino e monte seu pacote para uma viagem econômica com passagem e hospedagem incluídos (Foto: Reprodução)

Vem aí o período de férias de final de ano, mas antes tem o feriado prolongado da Programação República, dia 15 de novembro, que este ano vai cair em uma sexta-feira. Se você pretende viajar, mas quer economizar, o canal de turismo Lugares Por Onde Ando, do Campo Grande News, traz neste sábado, 25, 7 dicas da MaxMilhas, plataforma online de compra de passagens aéreas e venda de milhas, sobre como montar pacotes mais baratos.

Se nunca viajou pelo sistema de pacotes, descubra mais um jeito de viajar, mas se já conhece o procedimento, veja como aproveitar as melhores oportunidades. Afinal, os pacotes de viagens seguem ativos entre as mais recomendadas modalidades de turismo pelo mundo, inclusive se o objetivo é economizar. Basicamente incluem a passagem aérea e a hospedagem, mas também podem incluir translados, passeios e guias.

É um serviço que traz comodidade para os viajantes, sozinhos ou em grupos. As operadoras de turismo têm acordos com as grandes redes de hoteis, e isso significa descontos em estadias. Portanto, se deseja fazer uma viagem econômica, veja abaixo as 7 dicas da Maxmilhas:

1. Escolha destinos fora de temporada:

Nos destinos turísticos, os valores dos pacotes de viagens variam conforme a temporada: na alta, que são os meses de maior demanda do local, os preços tendem a ser mais caros. Na baixa temporada, a regra se inverte, sendo muito mais em conta viajar.

Quem planeja viajar com economia deve dar preferência à baixa temporada do destino escolhido. Em alguns lugares, como o Nordeste brasileiro, a Europa, a Ásia e os Estados Unidos, as tarifas tendem a ser mais baratas no inverno, já que a procura diminui. Porém, caso o destino tenha como atrativo o frio (neve, montanha, esportes radicais de inverno), no período mais gelado do ano os valores de transporte, hospedagem e serviços ficam mais salgados.

Já no verão, os destinos turísticos com praia ou com outras atrações aquáticas têm os valores elevados, devido à alta procura. Cidades europeias também têm o seus picos de preços nesse período (entre abril e setembro), quando todos os hotéis e atrações estão lotados. A escolha dos roteiros de viagem deve considerar esses fatores.

2. Pesquise passagens aéreas baratas:

Quem quer viajar barato deve pesquisar bastante para encontrar as melhores opções de passagens aéreas. Os preços dos bilhetes variam dia a dia, dependendo de diversas condições, como o período escolhido para o embarque, o preço do combustível, a cotação do dólar, a quantidade de voos disponíveis para aquele destino e muito mais.

Os dias em que as passagens estão mais caras são sempre antes de feriados ou datas com eventos importantes. O preço também varia para cima quando o destino está na alta temporada, como já mencionamos antes.

Dê preferência para datas que não antecedam os finais de semana e procure saber em quais dias as companhias aéreas têm voos para aquela localidade. Quanto mais opções de transporte existirem, maior a concorrência entre as empresas. Isso é um fator importante para o valor dos tíquetes serem mais em conta.

O horário da viagem de avião também interfere no preço das passagens. Dê preferência para voos durante a madrugada. Às vezes, pode ser um pouco desgastante ficar acordado muitas horas, mas vale a pena quando as tarifas saem muito mais em conta.

3. Faça pacotes de viagem em grupo:

Outra boa maneira de economizar é adquirir pacotes de viagens em grupos. As agências de turismo montam roteiros para as pessoas que não querem curtir um destino turístico sozinhas.

Essa modalidade é indicada para casais e pessoas solteiras, já que, além do conforto que o pacote oferece, essa é uma ótima oportunidade para fazer novas amizades. Viajando em grupo, as operadoras de turismo conseguem enxugar os custos.

Em viagens no Brasil, o turismo em grupos é a forma mais segura de visitar determinados locais, como centros históricos e atrações mais distantes, já que os problemas sociais afetam as cidades de todo o país e andar sozinho pode ser uma má ideia, infelizmente.

Outro conforto de viajar em grupo é o transporte personalizado durante as atividades do dia. Dependendo do número de pessoas, os traslados são feitos em vans ou ônibus climatizados, que deixam e pegam os turistas na porta de qualquer lugar, como hotel, museu ou restaurante.

4. Pesquise por hotéis baratos:

Quando estiver montando o seu pacote, procure eleger hotéis mais baratos. Lembre-se de que a intenção aqui é economizar ao máximo, mas sem comprometer a qualidade das férias.

Quem pesquisa bastante antes de fechar onde ficar durante as férias, acaba encontrando as melhores oportunidades. As redes sempre fazem promoções, que podem significar descontos de até 70% do preço da estadia. Para isso é preciso ficar ligado nas ofertas e contar com a ajuda do operador de turismo para chegar ao melhor custo-benefício durante a viagem.

Caso a viagem seja em família, opte por um quarto que acomode todas as pessoas, pois a reserva de vários dormitórios só faz a despesa aumentar.

5. Cuidados para fechar o pacote:

Quando a seleção dos pacotes de viagem é bem pensada e pesquisada, a chance de fazer um bom negócio aumenta muito. Além de benefícios com as melhores hospedagens, roteiros e passeios, você ainda pode conseguir facilidades no pagamento e gratuidade nos trâmites burocráticos das férias, como documentos, vistos e autorizações.

Épocas que antecedem datas como o Dia das Mães e dos Pais, feriados e a Black Friday costumam ter promoções de pacotes de turismo com ótimos preços. Fique sempre de olho nas oportunidade e faça a melhor escolha para o seu bolso.

No caso de o pacote ser para uma viagem fora do Brasil, devido à grande variação da cotação do dólar, o custo da aventura pode sofrer grandes mudanças de um mês para o outro, então é recomendado iniciar essa busca por pacotes de viagens com bastante tempo de antecedência. Assim, você terá uma boa base para saber que está tomando a melhor decisão para as suas férias.

6. Defina os passeios que quer fazer:

É necessário pesquisar o que fazer na viagem, então procure saber sobre todas as atrações disponíveis no lugar para onde você vai. A internet é uma das ferramentas mais adequadas para isso, pois você pode conhecer com detalhes o que o passeio oferece e qual é a opinião de outros turistas sobre aquele local. Outra maneira de se informar é conversando com as pessoas da sua rede de contatos que já estiveram por lá.

Caso for viajar com a família, escolha as atividades em grupo, respeitando as opiniões e contemplando os gostos de todos. Quando o seu pessoal tem idades variadas, como crianças, adultos e idosos, quem está organizando os passeios deve pensar como cada um deles vai se divertir naquele local.

Vale lembrar que as atrações mais concorridas tendem a estar cheias durante alguns períodos do ano. Escolhendo viajar na baixa temporada, além dos valores mais em conta, a chance de aproveitar melhor o passeio é maior.

Quando estiver escolhendo os passeios para as suas férias e tiver que marcar o dia e horário da atividade, procure alinhar outras atrações que fiquem na mesma região. Caso seja necessário um grande deslocamento entre os locais, será gasto um tempo precioso do período de férias.

7. Evite pagar excesso de bagagem:

No momento de fechar a compra de pacotes de viagens, é preciso certificar-se sobre o que está incluso no montante pago. Em alguns casos, as taxas para despachar as bagagens já estão inclusas.

Contudo, depois das mudanças nas regras para transportar as malas no compartimento de carga das aeronaves, os passageiros devem ficar atentos aos limites de peso dos volumes. Tanto para viagens nacionais quanto internacionais, o peso de cada mala não pode passar de 23 kg.

Caso a mala ultrapasse esse limite, será preciso pagar o excesso de bagagem, que costuma ser bem caro e deve ser quitado no momento do embarque.

Uma boa saída para economizar na viagem é levar uma bagagem de mão, que pode ser carregada na cabine sem nenhum custo. O único inconveniente é que essa mala de mão não deve ter mais do que 10 kg e que suas dimensões, somando altura, largura e profundidade, não ultrapassem 115 cm.

Se a bagagem de mão ultrapassar o peso permitido, a empresa aérea pode obrigar o passageiro a despachar o volume e pagar as devidas tarifas na hora.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.